“Quase” ganhamos . A análise do jogo- Por Alvaro Che

O  Fluminense entrou em  campo na Arena Condá e não conseguiu  acabar com o  jejum contra a Chapecoense.Já está chato para nós torcedores,termos que aguentar piadinhas de que nunca ganhamos da Chape . …. Foram  cinco jogos,sem nunca vencermos  os catarinenses na história do confronto.


O jogo

O jogo foi de dar sono ! Pouquíssimas chances de gol mas nós tivemos ao menos três que mereciam ter entrado .

A primeira veio através do cruzamentos de  Scarpa pela  linha de fundo .Jonathan recebeu, chutou e o zagueiro da Chape  salvou. A segunda e ainda no mesmo lance,a bola sobrou para Richarlison,  que livre,com 3 metros de gol sem ninguém pra atrapalhar conseguiu  chutar  no zagueiro da  Chapecoense.A defesa rebateu e Giovanni do lado de fora da área,mandou um tirambaço que passou rente ao ângulo esquerdo .
Isso foi o que tivemos de melhor no primeiro tempo.

Na segunda etapa a inércia ,modorrenta do jogo continuou igual. Os times pareciam  se arrastar com correntes e bolas de ferro .

Magno Alves entrou no lugar de Richarlison. Não mudou muita coisa porque a bola não chegava. O Fluminense precisa de um camisa 10,um distribuidor de jogadas. Scarpa mesmo sendo promissor, não é esse jogador.

Tivemos uma boa chance em uma cabeçada de  Gum  que passou rente a trave .

A polêmica

Aos 35 minutos  abrimos  o placar com uma bela cabeçada de Cícero após receber cruzamento perfeito de Scarpa. Porém, o bandeirinha CEGO,marcou Impedimento do meia Tricolor ( Não achei que foi impedimento,mas você leitor,tem todo o direito de não compactuar com  a minha visão ).

Foi impedimento

E daí em diante,voltamos ao sonolento jogo que se arrastou até o apito final .

Nem bem o jogo acabou e as redes sociais pipocavam com críticas ao time ou ao técnico Levir Culpi que mais uma vez não fez uso de todas as suas substituições disponíveis.
Aí eu te pergunto: quais substituições você teria feito ?
O time que à pouco tempo era o titular,está suspenso ou machucado e não sobraram opções de banco.  Só tínhamos Marcos Junior e o recém contratado Maranhão. Ele poderia colocar os dois em campo?
Poderia claro!
Mas iria tirar o Fred? Única esperanças de gol do time ?  Eu ….tiraria e deixaria em campo o Richarlison. Afinal pagamos 10 milhões neste garoto e ele tem que fazer valer o investimento.
Precisamos de reforços com urgência. Nosso elenco é limitado e por mais que o sistema defensivo tenha melhorado 200 % não há criação no meio de campo Tricolor. Um time sem cérebro não almeja grandes feitos.

“Nós tivemos as melhores chances para matar mais uma vez. Foram poucas, mas tivemos. Eu sei das dificuldades de jogar com a Chapecoense aqui. É jogo de Libertadores. O time é bem encaixado, estabilizado. É verdade que estivemos muito mais próximos da vitória que eles –“

As palavras acima do técnico Levir,não diferem do pensamento de praticamente ninguém. Mas esse “quase” ganhamos  tem que acabar. Precisamos vencer .

No sábado que vem às 18:30 em Volta Redonda,o Fluminense receberá o Grêmio. Temos uma semana pra trabalhar melhor as finalizações e testar novas formações.

Saudações Sempre Tricolores

Alvaro Souza Che