Time que está ganhando não se mexe?

Caros parceiros de paixão,

 

A vitória deste Domingo animou a muitos de nós. Se considerarmos apenas os pontos positivos da nossa atuação, até o mais pessimista fica com uma ponta de esperança de começarmos a subir na tabela de maneira mais consistente a partir de agora. Questões como o efeito caldeirão que a nossa torcida vem dando ao simpático estádio de Edson Passos, a boa participação da nossa defesa na partida, em especial nossa zaga, e a ótima aparição do garoto Wellington Silva – me refiro ao verdadeiro – que fez um golaço e teve ótima participação durante o segundo tempo, aparentemente, conquistando a condição de titular. Mas alguns pontos ainda precisam ser corrigidos e precisamos pensar jogo a jogo para encaixarmos uma sequência de vitórias.

No final do primeiro tempo perdemos o meio de campo e a ponte que conta com jogadores de boa qualidade, começou a ganhar volume de jogo empurrando o nosso time para o campo de defesa. A entrada do Edson no intervalo na posição do Samuel me parecia clara, mas com a contusão do Douglas, Levir forçosamente precisou trocar seis por meia-dúzia. Poderia ainda entrar com o Marquinhos e recompor uma trinca com Edson, Cicero e Marquinhos… Mas ele entrou com o Wellington na do Samuel preservando a composição tática com dois volantes, uma linha de três a frente e o centroavante. Deu certo! Neste jogo… Mas não quer dizer que manter este esquema será uma boa ideia para o jogo do próximo domingo no Beira Rio.

Vencemos o Cruzeiro com este mesmo esquema. Deu certo. Em Curitiba na rodada seguinte, deu errado. No jogo da arena da baixada inclusive, muitos de nós tricolores sentíamos que o melhor seria uma recomposição do nosso meio campo, sacando Maranhão ou Samuel e entrando com o Edson ao lado do Douglas, já pressentindo que o bom time do Atlético-PR teria facilidades por ali… a Equipe Flunews, cobrindo o Flufest do dia 23/07, foi quase unanime neste ponto, ao fazer a resenha na véspera da partida.

Assim, entendo que o nosso treinador precisa estar atento a estas questões e pensando nestes ajustes jogo a jogo, principalmente agora que ele terá em mãos um elenco mais encorpado, para atender estas variações táticas. Vencemos ontem! Tudo bom! Tudo bem! Mas o jogo de domingo pede algumas alterações. Na minha visão, a entrada do Edson ao lado do Douglas, com o Cícero um pouco a frente, jogando com dois meias-atacantes de lado chegando no centroavante é uma alternativa a se considerar. Caso o Douglas não reúna condições de jogo, uma boa alternativa poderia ser a entrada no Marquinhos. A frente o Wellington está pedindo passagem e poderia jogar ao lado do Scarpa, mais próximos do Henrique, centralizado. Marco Júnior também segue como opção.

Enfim, temos opções, e time que está ganhando se mexe sim Prof. Levir!!! Claro que você sabe disso né?

 

Vamos Fortes Fluminense!!!

 

Rodrigo Fialho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.