Depois do jogo, Levir concedeu entrevista e disse: “acendemos a chama novamente”

Neste domingo, o Fluminense enfrentou o Grêmio, na Arena, e venceu os gaúchos. Com a vitória, o Tricolor chegou ao sexto lugar, e se recuperou após perder para a Chapecoense. Depois do jogo, Levir Culpi, muito criticado no jogo de quinta-feira, concedeu entrevista.

– Nesse momento do campeonato, a vitória dá esperança de chegar entre os primeiros, e a derrota parece que tudo acabou. Assim que funciona nos times grandes. Essa parte emocional pesa muito, mas está tudo muito igual, muito próximo. Agora vencemos de novo e acendemos a chama novamente. É jogo a jogo. Temos que estar concentrados, os jogadores estão de parabéns. Tínhamos um jogo em casa (contra Chapecoense) que, teoricamente, tínhamos que vencer, e perdemos. A pressão aumenta muito. É preciso saber controlar. Vencemos o Grêmio, o que é importante para a sequência do trabalho. Sem vitória não é possível trabalhar no Brasil – comentou Levir.

Confira os outros assuntos da entrevista:

Time soube se aproveitar de um adversário pressionado?

Até certo ponto. Fizemos o gol e poderíamos ter feito o segundo, tivemos oportunidades ótimas. Mas realmente a parte emocional pesou para o adversário. Correram, mas às vezes as coisas não acontecem. No jogo passado foi o que aconteceu conosco. Agora foi a vez deles. Temos que estar junto com os torcedores. Nós não jogamos em casa, jogamos para 7 mil, 8 mil pessoas, que vão lá nos ajudar. Se não tem a torcida ao lado, a coisa fica mais pesada. Temos que estar unidos não só nas vitórias.

Oscilações do time no Brasileiro

Temos que considerar o nível de jogo, e nosso não é alto e baixo. Os resultados que são. Mas o time tem uma regularidade de atuações relativamente boa. Jogamos bem normalmente. São detalhes, porque nosso time não é maduro e temos muito a aprender e insistir. Tenho tentado repetir de oito a nove jogadores por partida. Temos que dar continuidade e confiança. É o melhor jeito de engatar uma sequência e buscar os primeiros.

images-9
Após o jogo, Levir foi entrevistado.

Chance de G-4?

Acredito até no Grêmio. Se falar isso para o torcedor do Grêmio hoje, que está derrotado, parece que o mundo acabou. Mas não é essa diferença toda. Temos que aprender a conviver mais com as decepções.

Boa atuação da defesa

Nossa defesa é quase uma das melhores do campeonato, está jogando relativamente bem. Só que andando levando alguns gols em partidas anteriores. Agora voltamos a equilibrar. Nosso sistema defensivo funciona um pouco melhor do que o ataque, ainda penso desta maneira. Precisamos atacar um pouco melhor, estamos trabalhando em cima disso. Mas não vai ser possível arrumar tudo não, ainda vamos errar alguma coisa.

Dois jogos seguidos contra o Corinthians

Vou falar mais uma vez sobre pressão. Imagina um resultado negativo contra o Grêmio, aí depois enfrenta o Corinthians duas vezes lá no Itaquerão, onde molham só uma parte do gramado. imagina o que vai acontecer. É como Libertadores. Uma luta, e temos que buscar.

 

Saudações Tricolores,

Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globo Esporte / Fred Huber

 

Nicholas Rodrigues

Jovem estudante, colunista do FluNews, tricolor fanático e amante do jornalismo, profissão que quer seguir. (Twitter: _NickNeves / Instagram: _nickneves)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.