Fornecedor fantasma (O certo pelo duvidoso)

O Fluminense deixou a parceria que tinha com a Adidas desde 1996 por uma aposta:

Em Janeiro deste ano, firmou contrato com a Dry Word, fornecedora canadense de material esportivo. O problema, no entanto, é que a atual fornecedora não cumpre com os acordados com o clube.

O torcedor encontra muita dificuldade em achar camisas do Tricolor nas lojas. Isso porque a demanda de camisas é muito escassa. Além disso, a empresa canadense ainda não mandou o material completo para o time (treino, viagem, divisão de base, casaco…), o que faz com que ainda tenhamos de usar, depois de quase dez meses, material da Adidas, com o patrocínio antigo da Guaraviton.

Para piorar a situação, pessoas ligadas à diretoria do Clube afirmam que a Dry Word não está em dia com os valores repassados ao Fluminense. A diretoria não dá declarações oficiais acerca disso.

A pergunta é:
Valeu a pena trocar o certo pelo duvidoso?!

Presidente Peter e toda a diretoria do Fluminense, dada a grandeza do Fluminense Football Club, não podemos ficar à mercê de um incipiente fornecedor de materiais. O torcedor espera, ansioso, a resolução dessa “patifaria”.

Saudações Tricolores,
Marcelo Sampaio.