Gol irregular e falha de Cavalieri, tiram o título do Flu

O Fluminense entrou em campo neste domingo (7), precisando vencer o Flamengo de pelo menos um gol de diferença para levar a decisão para os pênaltis. E logo aos 4 minutos, o tricolor chegou ao seu gol. Sornoza cobrou escanteio, Renato Chaves desviou e Dourado, escorou de cabeça para abrir o placar. Flu 1 a 0.

Dourado comemora o gol do Flu. (Foto: Divulgação)

Com a vantagem no placar, o Flu recuou e passou a jogar nos contra-ataques. Mas Wellington Silva e Richarlison, responsáveis em puxa-los, ficaram presos à marcação. Por outro lado, a defesa tricolor, muito criticada durante toda a temporada, anulou o ataque rubro negro. Que só ameaçou de fato o gol de Cavalieri, aos 31 minutos, quando Everton recebeu cruzamento de Renê e livre na área, chutou, para boa defesa do goleiro tricolor.

Com o lance de perigo, o Flamengo se abriu mais e o Flu acertou dois rápidos contra-ataques. No primeiro, Richarlison fez linda jogada individual e cruzou. A zaga do Fla afastou mal, nos pés de Wellington Silva que finalizou e Rafael Vaz com o peito salvou o Fla. Logo em seguida, em outro contra-ataque, Dourado cruzou e novamente Wellington Silva finalizou em cima da zaga rubro negra.

Final de primeiro tempo, 1 a 0 Flu, e decisão indo para os pênaltis.

O Flu voltou sem alteração para o segundo tempo, mas assim como ao final da primeira etapa, era melhor no jogo. Até que aos 14 minutos, Abel trocou Wellington Silva por Maranhão. O camisa 11, claramente não gostou da mudança. A entrada do camisa 25 piorou a equipe, que não ameaçava o Fla e, Maranhão se mostrou menos efetivo que Wellington na tentativa de puxada de contra-ataques. Até que aos 33 minutos, de novo em cobrança de escanteio, Renato Chaves ganhou da zaga do Fla, mas desviou sem força para uma defesa tranquila de Muralha.

Quando o jogo já parecia ir para os pênaltis, aos 39 minutos, Rever, após cobrança de escanteio faz falta clara em Henrique antes de cabecear a bola. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães de frente para o lance nada marcou. O cabeceio de Rever foi em cima de Cavalieri, o goleiro do Flu rebateu mal, para o meio da área, e Guerrero mesmo sem espaço empatou o jogo.

Rever empurra Henrique no início do lance do primeiro gol do Fla. (Foto: Reprodução Twitter)

Há essa altura, o Fluminense precisava de pelo menos mais um gol para levar a decisão para os pênaltis, e Abel colocou Marcos Júnior e Pedro nos lugares de Wendel e Richarlison. O Fluminense muito afobado partiu para o ataque, mas não conseguiu ameaçar, muito pelo contrário, ofereceu dois contra-ataques que definiram a partida. No primeiro, Rodinei recebeu de Guerrero, Cavalieri chegou atrasado e cometeu falta no camisa 2 rubro negro e foi expulso. Como o Flu já havia realizado as três mudanças, Orejuela foi para o gol. O Flu ainda tentou um abafa. Mas no último minuto, de novo Rodinei em contra-ataque saiu na cara do gol, e dessa vez o lateral marcou o gol. Gol do Fla e fim de jogo. Flamengo 2 x 1 Fluminense.

Apesar da derrota, o tricolor cai de pé. Renato Chaves que falhou no primeiro jogo, ganhou tudo hoje.
Cavalieri falhou no primeiro gol. Mas se não fosse por ele, não teríamos chegado vivo no jogo de hoje, além da ótima semifinal que já havia feito contra o Vasco.
Abelão foi muito mal hoje, apostou no Maranhão e acabou esfriando a equipe no momento em que éramos melhor na partida.
Mas se mostrou que está entre os melhores treinadores do país.

Agora é levantar a cabeça e, trabalhar e reforçar a equipe para o brasileiro, e quem sabe beliscar uma Copa do Brasil ou Sul-Americana.

ST,
Douglas Wandekochen