O Bravo ano de 1952 /Há 65 anos o mundo se rendia ao Tricolor

Tão importante quanto o ano de fundação do Fluminense ,o  Bravo ano de 1952  foi extremamente especial para o Clube e sua torcida . Comemorando seu cinquentenário,o Fluminense buscava alcançar a maior de todas a glórias futebolísticas  que era sagrar-se campeão mundial .

Com a chancela da FIFA,o segundo  Mundial Interclubes, torneio internacional patrocinado pela Confederação Brasileira de Desportos ( CBD ) e pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, foi realizado em 1952. No ano anterior  Palmeiras e o Vasco,disputaram a competição e a Sociedade Esportiva Palmeiras sagrou-se campeã mundial ao derrotar a Juventus de Turin na final.   Corinthians e Fluminense, campeões paulista e carioca de 1951, respectivamente, seriam os brasileiros da disputa da Copa Rio em 1952

Dois grupos com sedes no Rio e em São Paulo foram criados para a disputa em que se classificariam os dois melhores de cada :

São Paulo: S. C. Corinthians Paulista, Clube Libertad de Assunção, F. K. Áustria de Viena e o F. C. Saarebrucken da Alemanha.

Rio de Janeiro: Fluminense Football Club, C. A. Peñarol de Montevidéu, Sporting Club de Lisboa e o Grasshopper Klub da Suíça.

Nosso primeiro confronto  foi contra o Sporting de Portugal . O então campeão português ,foi um duro adversário e seu goleiro o destaque da partida garantido o  0x0 .

Enfrentamos no segundo combate o time suíço do Grasshopper. Todo retrancado, o time Suíço foi dificílimo de ser vencido.Porém, Marinho nos aliviou das críticas ao marcar no fim do jogo o gol da vitória Tricolor . 1×0 !!!

Já a nossa terceira partida ,uma das mais esperadas da competição ,teve requintes de crueldade .
Vencemos o Peñarol ,base da seleção uruguaia campeã mundial de 1950 diante o selecionado Brasileiro,pelo placar de 3×0  . A goleada vingou os brasileiros e nos garantiu o primeiro lugar do Grupo.

Partimos então para a semi final da competição em dois jogos  e enfrentamos o Áustria Viena  que fora segundo colocado no grupo de São Paulo.

No primeiro jogo ,a equipe austríaca nos deu muito trabalho. A equipe base da seleção de seu país  que acabaria sendo terceira colocada na copa do mundo de 1954,tinha um sistema defensivo muito forte e partia sempre em contra ataques perigosos . Mas o Fluminense soube acalmar os nervos e venceu com um gol de falta do craque Didi no fim do segundo tempo .

A segunda partida  foi definitivamente bem mais disputa . Vencemos os austríacos por 5 x 2  mas engana-se quem ache que houve tranquilidade. O Fluminense abriu o placar e sofreu a virada. Porém, ainda no primeiro tempo viramos novamente para 3×2 . Na segunda etapa exploramos os contra ataques  e marcamos mais dois gols para sacramentar a goleada e nos garantir na final .

O Corinthians  que eliminou o Peñarol  era o nosso adversário das duas partidas que compunham a grande final .

Na primeira delas vencemos por 2×0   com Marinho e Orlando  fazendo os gols tricolores .  Iríamos para  o jogo final podendo empatar que nos sagraríamos  campeões mundiais!  E foi o que aconteceu!  Com o empate em 2×2 na segunda partida a Copa Rio Mundial Interclubes .

( Para saber como foi o segundo jogo da final,deixo o link da matéria que fiz no ano passado  falando sobre a final  no ano de 2016 )

Saudações Sempre Tricolores

Alvaro Souza Che

Fotos: Arquivo pessoal