Colunas

‘ ‘Torcida deu um show’. Opinião Lauro Cernicchiaro

Bom dia. Tricolindas e Guerreiros da Sul!

Que festa da nossa torcida ontem, que foi aquilo? Vou ao Maraca há mais de 45 anos, poucas vezes vi uma conexão como essa. Cantando, pulando, apoiando 100 minutos, sem parar um minuto sequer. Rostos sorridentes, famílias unidas e felizes, nossa torcida realmente é especial.

Não importa as lacrações da Bravo, inventarem modificações em letras de cânticos, alguns garotos modinhas e Nutellas querendo aparecer. Jamais serão, esses movimentos de adolescentes com canções em ritmo argentino, tem sua validade e paixão, é a renovação de nossa torcida linda. Mas, jamais podem esquecer das organizadas.

Tem sua história e tradição, e que jogo ontem emocionante. Moleque Callegari jogou muito, demonstrou que podemos contar com ele no meio, posição de origem na base, onde se destacou, e ajudou muito na lateral, chegando até se prejudicar na carreira. Marcos Felipe uma defesa espetacular, que elasticidade e velocidade de reação. Sensacional! Garantiu o resultado. Fred sem comentários, veste o manto, guerreiro e ídolo máximo. Vive um grande momento de paixão com o clube e amor com a torcida. Luiz Henrique com suas pedalada e arrancada levanta a arquibancada. Caio Paulista limitado como sempre, se superou, dedicou com muito empenho.

Se realmente garantirmos a vaga da Liberta, Bobadilla não pode ir embora, nisso Hulk tricolor, Rambo do Laranjal, o cara entra acelerado, a todo vapor, gosto muito de sua raça, parece um gladiador, necessário. Enfim, muito feliz, ainda não jogamos bem, Marcão nitidamente pede ajuda aos auxiliares nas substituições, fica em reunião, é até engraçado,mas atitude nobre, humildade, medo de errar? Ou consulta atrás de um consenso?

Ontem foi uma bela festa com uma vitória importantíssima! Vamos com tudo! Somente o que sentimos, justifica o que fazemos! Isso aqui é FLUMINENSE!!! Voltem a remar!

Parabéns FORÇA FLU – 51 anos de SER FLUMINENSE (por Antonio Gonzalez)

A vida é feita de escolhas: com pouco tempo no ventre da minha MÃE escolhi SER FLUMINENSE.

Já o meu PAI, desde os primeiros jogos, naquele cimento da arquibancada do “falecido” Maracanã dizia: “SER FLUMINENSE não é só o que você possa ver dentro de campo, mas essa camisa conjuga o verbo perfeito para definir a ética, a honra, a honestidade, a retidão, a fé, a luta, a guerra, a nobreza, a classe, a justiça”.

E surgem os momentos em que SER FLUMINENSE supera o altar do imponderável:

  • “TIO, por que o senhor não vai ver o jogo de amanhã com a gente, é a final?” – perguntei.
  • “Porque agora eu sou da Força Flu…” – respondeu.

Retruquei de bate pronto “mas o que é essa tal de Força Flu?”…

Eu era um menino de 9 anos de idade que havia acabado de ser aprovado no colégio, rumo à 3a. série primária. Um ano e meio antes, em junho de 1969, havia presenciado a estocada final:”Flááávvvviiiioooo, 9, a camisa que tem cheiro de gol… tem peixe na rede do Flamengo”… 3 a 2 na mulambada. Depois daquele Fla- Flu, o Fluminense ganhou um lugar de destaque na minha vida. Eterno!

Então meu TIO, que era o malucão da família, me levantou no colo e disse uma frase mágica:

  • “A Força Flu é a tradução perfeita do que é SER FLUMINENSE!”… “E pode apostar que amanhã (domingo 20/12/1970) a gente vai sair do Maracanã gritando É CAMPEÃO!

Na segunda-feira (21/12) acordei cedo e corri para à banca de jornal do Seo Giovanni, na esquina de Voluntários da Pátria com Paulo Barreto e pedi um exemplar do Jornal dos Sports…

A manchete do periódico era definitivamente esclarecedora:

FLUMINENSE CAMPEÃO DO BRASIL DE 1970.

O que havia começado no dia 15 de junho de 1969, quando diante de mais de 170 mil pagantes, o tricolor exterminava o urubu mulambu e conquistava o título carioca, se solidificava com a conquista do campeonato 1° brasileiro.

E na cabeça daquele guri, tímido porém brigão, nascia a definição para o resto da minha vida:

SER FLUMINENSE É SER CAMPEÃO!

O tempo passou, 18.600 dias depois daquela conquista escrevo estas linhas.

Entrei para a Força Flu no início de 1978, ainda imberbe, 16 primaveras nas costas. Em poucos meses, o Mestre Ricardo Belford, que era o Presidente à época, transformou-me em Diretor de Relações Públicas. Em 1980 o Ricardo se afasta para casar, interinamente assumi. Até que no dia 29/05/1981 me tornei Presidente.

Hoje, posso dizer (dou fé) da inequívoca e brilhante participação da Força Flu nas conquistas dos cariocas de 1980/1983/1984/1985/1995 e do Brasileiro de 1984.

SER FLUMINENSE É SER CAMPEÃO!

Hoje, nessa data querida, assumo que nesses 51 anos de história somente existiram 2 protagonistas: o FLUMINENSE e a FORÇA FLU. O que veio junto é mero coadjuvante. EU SOU UM DELES, sem protagonismos, apenas mais um.

E se alguém tem que agradecer a alguém nessa caminhada, esse alguém sou eu. Graças à torcida me fiz homem. E mais: graças à FORÇA FLU eu aprendi a perfeita conjugação do verbo SER FLUMINENSE.

Nesse instante pintam alguns “MUITO OBRIGADO”…

Aos que já se foram: GB, Eduardo, Gigi, Lorenzo,seu Pedro, Tia Helena, Adriano Pinto, Sergio Louro, Patury, André Bolha, Tato, Soró, Mancha, Tarado, entre outros…

Aos fundadores João Venâncio Cysne, Valter Veloso, Mario Marcio, Sylvia, Glauber, Boto, Denise e Zenildo (o 1° Presidente)…

A outros Presidentes como Ricardo Belford, Aloísio Loures, Mario Fofoca, Soró, meu irmão mais novo Pagaio, Pará, Marcelo Esteves, Willian… Aos amigos Zé Henrique e Lete…

À atual Diretoria com o Presidente Balu e aos diretores Gabriel Diniz, Regis, Annie e Bruno Gioseffi.

A Força Flu nasceu trazendo consigo um dogma de fé:

Félix, Oliveira, Galhardo, Assis e Marco Antônio; Denilson e Didi; Cafuringa (Wilton), Flávio (Mickey), Samarone (Cláudio) e Lula.

Esse é o mantra que há gerações se veste de verde.

De resto… que venham outros 51 anos… será o sinal inequívoco de que o Fluminense continuará vivo.

E jamais se esqueçam que…

SER FLUMINENSE É SER CAMPEÃO!

SER FLUMINENSE É SER FORÇA FLU!

Análise: Fluminense faz gol logo no início, segura o Internacional e vence no Maracanã confronto direto por vaga na Libertadores 2022.

Em um jogo onde o tricolor mostrou muita raça e muita vontade mas deixou a desejar na parte técnica, saiu com a vitória e deu mais um passo importante para a classificação à Libertadores do próximo ano.

Com Wellington na vaga de André, suspenso, e Calegari no meio de campo no lugar de Martinelli, machucado, o Fluminense tinha Yago Felipe na criação, sendo o responsável pela 2ª fase de construção e chegando muito ao ataque. Fred jogando mais fora da área foi o responsável pela primeira grande chance do Fluminense.

 

Logo com 1’ de jogo saiu o gol. Fred puxa a marcação e tenta o cruzamento, o zagueiro do Internacional coloca a mão na bola e a arbitragem confirma o pênalti, o atacante tricolor bate com categoria e abre o placar no Maracanã. A partir daí o que se viu foi um Fluminense recuado e esperando o momento certo para matar o jogo, no maior estilo do reativo como é conhecido do tricolor. Como já vimos no Tática Didática.

Na organização defensiva o Fluminense ficava com uma linha de 5 no meio de campo e posicionou os seus extremos para sair em velocidade e realizar as transições com poucos toques na bola e efetividade, mas esbarrou na qualidade técnica de seus jogadores.

Uma vitória importante e que põe o Fluminense de vez na briga por uma vaga na Libertadores 2022.

“Fluminense eu sou!” – 60 anos de Batismo – Por Antonio Gonzalez

“Fluminense eu sou!” – 60 anos de Batismo 

Meu PAI me fez Fluminense.  Minha MÃE também. Meu Tio Lorenzo, um dos fundadores da Força Flu, carteirinha número 010, também. Meu Avô, o Antonio Careca ou o Senhorito do Restaurante Yankee Brasil, também.  Meu outro Tio, o Antonio Castro Gil, Vice de Futebol em 1984, também.

Nesse sentido a vida não me permitiu perder tempo. Eu gostei da democracia familiar. Berço e terço! Amém! Salve! Água bendita daquela pia Batismal e o óleo dos catecúmenos (“catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo. Este óleo significa a força de Deus que penetra no catecúmeno – como o óleo que penetra em seu coração, o liberta e prepara para o nascimento pela água e pelo Espírito” – Wikipédia).

Traduzindo: nasci Fluminense! Ponto! Vamos em frente!

A vida é para ser vivida. Sou daqueles que preferiu viver tão depressa que não teve tempo para ter medo.

A minha infância dura exatamente 52 anos, desde aquele gol do Flavio em 1969… “É ou não é piada de salão, o time do urubu querer ser campeão?”.

Todos os dias vivo aquela noite. Isso me faz permanecer vivo.

E vieram aqueles gols do Mickey, a 1ª Máquina que atropelou o High Society daquele mágico 1970.

De 1971 ninguém fala do roubo no jogo do turno. Penalti roubado, presenteado ao Botafogo pelo senhor Juiz Carlos Costa, 1 a 0 com gol de Paulo Cézar Lima. Ou seja: “quem com ferro fere, com ferro será ferido”.  O Fluminense é um clube de pessoas respeitosas. Ponto!

A inocência de uma infância multicampeã deixa de herdeira uma adolescência alucinada. A nova Máquina. Rivelino, Paulo Cezar e cia… Os melhores do mundo vestiram as nossas cores.

Mas a verdadeira alucinação adolescente chegou aos 16 anos, início de 1978: a Força Flu. Não foi uma paixão à primeira vista, era reencarnação na certeza que ambos já nos conhecemos de tempos de outrora.

Do nada aquele menino teve que ter postura de homem aos 19… foi uma escola de vida, muito mais que qualquer outra forma de amor, mesmo valendo a pena. Dias de glórias, tempos de festas, de cortes sem volta.

O tempo traz consigo passados e retratos. Alguns já sem pintura.  Mais de 4 décadas se passaram. Nem o meu cabelo ficou.

Mas a Força Flu sim.

Hoje é um dia importante. 

Estive afastado, tive meus motivos: 2 garotos de 20 anos faltaram ao respeito. Corri detrás de um. Fugiu. Naquele dia falei “acabou”, eu com mais de 50 anos, correndo em direção a quem desrespeitou-me.  E pensei que “disposição não falta, tô velho para isso”.

Um novo ciclo se apresenta…

Quem nasceu na arquibancada do verdadeiro Maracanã sabe o tamanho que tem: o Sobranada não só me estendeu a mão, como me ouviu e interpretou.

E sem pedir passagem quando dei por mim não restavam traços daquele guri que procurou ao Ricardo Belford, que era o Presidente da época: “Tem camisa? Quanto é?”…

Serei eternamente grato ao SOBRANADA 1902.

A atual Diretoria me procurou em maio de 2020. Aos poucos a confiança foi reconquistada, tanto que sempre que posso vou à sala.

Hoje fui convidado para a Festa de Aniversário 50/51.  Agradeço aos envolvidos.

A Força Flu é a imagem viva da HISTÓRIA DO FLUMINENSE.

“FLUMINENSE EU SOU!” traduz um pouco desse Fluminense que vivenciei, que muitos tem aceso na memória.  É um canto de PAZ e uma canção de guerra.

O Claudio, THE MAN, Kote deu vida.

Vai para todos, de todas as gerações: se vai ser cantada ou não… sei lá, não me preocupa. Foge da minha alçada.

Cumprir 51 anos de existência eleva à condição de destaque quando se trata de uma torcida organizada. E sendo do Fluminense, trata-se de referência.

Para quem ainda se surpreende com a minha forma de escrever: aprendam a ler nas entrelinhas.  A última mensagem tinha o intuito de mexer com os brios, conseguiu.  Só que é uma proposta de paz! Nada além disso: debate e união.

UNIDOS POR UM FLU FORTE é uma frase de Heitor D’Alincourt… Eternizada pelo peso histórico.

E…

Para quem se preocupa com o futuro: amanhã tem a LIVE da Frente Ampla Tricolor, esqueça o viés político, mas dá uma passada (Facebook e Youtube) – “CLUBE EMPRESA – Caminhando em direção ao futuro”.  Vai ser muito didática. Comece a se interessar, não deixe que falem por você.

Um forte abraço! Até qualquer dia!

Meu PAI me fez Fluminense.  Minha MÃE também. Meu Tio Lorenzo, um dos fundadores da Força Flu, carteirinha número 010, também. Meu Avô, o Antonio Careca ou o Senhorito do Restaurante Yankee Brasil, também.  Meu outro Tio, o Antonio Castro Gil, Vice de Futebol em 1984, também.  A FORÇA FLU TAMBÉM!

Mais Notícias

Na trave! Guerreiras do Flu perdem nos pênaltis a decisão do Cariocão Feminino

Na Gávea, o Fluminense empatou com o Flamengo por 1 a 1 no tempo regulamentar, e perdeu por 3 a 0 nos pênaltis a decisão do Cariocão Feminino 2021. Tricolor segue em busca do primeiro título profissional na categoria.

O jogo

Com as duas equipes sentindo o peso da decisão, a partida começou muito disputada mas sem grandes chances de gol. Jogando em casa, o Rubro-Negro levava mais perigo.

O Flamengo abriu o placar aos 34 do primeiro tempo com Darlene, a camisa 27 fez fila no meio-campo e acertou um belo chute de fora da área para marcar um golaço na Gávea.

As Guerreias do Flu melhoraram após sofrer o gol e passaram a pressionar o adversário. Aos 45, Jéssica Bahia recebeu de Elisa e cruzou na medida para Luany deixar tudo igual antes do intervalo.

As equipes voltaram mais soltas na segunda etapa, e o jogo ficou movimentado. O Fla assustou com Jayanne após escanteio, e o Flu com a lateral Fernanda, em cobrança de falta.

Aos 27, a lateral Tricolor Jéssica Bahia, que deu assistência no gol de empate, levou o segundo cartão amarelo e foi expulsa.

Com um a menos, o Fluminense conseguiu segurar o empate nos minutos finais e quase marcou com Luany em contra-ataque. A decisão da taça ficou para a disputa de pênaltis.

Nas hora das cobranças, o Tricolor não conseguiu repetir o bom desempenho da semifinal e perdeu a disputa por 3 a 0, batendo mais uma vez na trave na decisão do Cariocão Feminino.

Ficha técnica

Fluminense: Nicole; Jéssica Bahia, Dani Serrão, Larissa e Fernanda; Maria Luiza, Andresa e Bia; Luany, Rivena e Elisa.

Banco: Sol, Ravena, Vilmara, Roberta, Joelma, Thayla, Roberta, Laysa, Luiza Travassos, Rayla, Michelle, Sabrina, Ronaldinha. Técnica: Thaissan Passos.

Flamengo: Kaká; Stella, Cida e Núbia; Rafa Barros, Rayanne, Sorriso, Darlene e Jayanne; Pimenta e Pimentinha.

Banco: Gabi Croco, Kaylane, Andressa, Renata, Carlinha, Dani Ortolan, Tainá, Thalita, Naely, Diovanna.

Foto: Maílson Santana/ FFC

Fluminense fecha parceria com OneFootball 

O Fluminense fechou uma parceria com o OneFootball, a maior plataforma de futebol do mundo, para a distribuição de conteúdo original mundo afora. Todo o conteúdo editorial publicado no site oficial do Tricolor e vídeos originais do clube agora serão distribuídos aos fãs de futebol em todo o mundo através da plataforma.

Alcançando mais de 100 milhões de fãs mundialmente a cada mês, o OneFootball é a plataforma digital mais popular entre a nova geração de fãs do futebol e também o aplicativo de esportes com a melhor avaliação no mundo, com base em milhões de reviews na App Store e na Google Play Store.

Esta pioneira parceria de conteúdo vai permitir ao Fluminense acessar a vasta base do OneFootball de torcedores jovens e oferecer a eles conteúdo original do clube, onde quer que eles estejam e em tempo real. OneFootball é o único aplicativo com uma tela inicial totalmente personalizável que dá aos seus usuários notícias 24×7 de seus times favoritos. Isso é possível graças a uma interface técnica inovadora e feita sob medida, que garante que todos os artigos publicados sejam disponibilizados automaticamente e simultaneamente no site oficial do clube e no OneFootball. O Fluminense se torna, com isso, o mais novo membro do OneFootball Club Network, uma rede formada por mais de 130 clubes, ligas e federações parceiros da plataforma.

Experiência personalizada para o usuário

Todas as notícias do Fluminense, estatísticas e resultados ao vivo estarão disponíveis mundialmente, garantindo máximo alcance e uma experiência personalizada ao usuário. As notícias vão ser exibidas para o usuário com a logomarca e nome oficiais do clube.

Por meio da parceria entre os times editoriais do clube e do OneFootball, as notícias podem ser enviadas instantaneamente através de uma notificação push para todos os usuários do aplicativo ou para grupos específicos – até mesmo exclusivamente para os torcedores do Fluminense. Esse recurso exclusivo permitirá ao clube não somente a interação com seus torcedores, mas também garante visibilidade para os artigos, que estarão instantaneamente na ponta dos dedos dos usuários.

Vídeos do clube compartilhados por meio do OneFootball Player

Além disso, o Fluminense utilizará o OneFootball Player (anteriormente Dugout) para disponibilizar o conteúdo de vídeo oficial do clube para uma rede global de mais de 110 editores Premium. Desta forma, os artigos dos sites parceiros poderão ser contextualmente enriquecidos por conteúdo de vídeo oficialmente produzido e distribuído pelo clube. Os vídeos incluem, por exemplo, material de arquivo, bastidores, clipes de gols e melhores momentos. No Brasil, o OneFootball possui parceria com os sites GE (Globo Esporte), UOL, Lance, Gazeta Esportiva, Super Esportes, Trivela, Zero Hora, entre outros.

Lucas Sodré, do departamento de Marketing do Fluminense, exaltou a parceria e a oportunidade de aproximar o Tricolor aos seus torcedores e fãs de futebol ao redor do mundo.

“Esse é mais um passo fundamental para a expansão dos laços do Fluminense com os torcedores em todos os cantos do planeta. Um movimento pensado há muito tempo e que agora se torna realidade. Mais um passo nesta reconstrução”.

A parceria também foi celebrada por Murilo Lima, gerente de parcerias com clubes, ligas e federações no OneFootball no Brasil e em Portugal:

“Quero dar boas-vindas ao tradicionalíssimo Tricolor e toda sua torcida espalhada no Brasil e no mundo. Estamos muito felizes em poder anunciar essa parceria com o Fluminense e poder compartilhar o conteúdo com uma base de fãs de torcedores em sua maioria jovens e extremamente engajados. Além da distribuição global de artigos em texto e vídeos trabalharemos a exploração de oportunidades e monetização junto aos patrocinadores atuais e futuros do clube que queiram se comunicar com a audiência das plataformas do OneFootball”.

SOBRE O ONEFOOTBALL

O objetivo do OneFootball é alimentar a paixão pelo futebol no mundo.  Atingindo mais de 85 milhões de fãs de futebol em todo o mundo todos os meses, o OneFootball é a plataforma de mídia de futebol mais popular para a nova geração de fãs do futebol. É o único aplicativo com uma tela inicial totalmente personalizada para notícias ininterruptas do seu clube favorito e a única empresa a oferecer jogos exclusivos de futebol ao vivo no aplicativo de forma gratuita e via pay-per-view.

Tendo em mente e no coração que o futebol é mais do que apenas 90 minutos, o OneFootball opera uma redação com funcionamento 24 horas para fornecer aos fãs em todo o mundo o amplo conteúdo de futebol que eles desejam. Isso vai desde estatísticas e tabelas em tempo real de mais de 200 ligas e competições em todo o mundo até notícias de última   hora, transmissões   ao   vivo, rumores sobre transferências de atletas e mais recursos. Mais de 100 mil conteúdos por mês são veiculados via integração original da rede OneFootball com mais de 300 criadores de conteúdo independentes, clubes, federações e emissoras.

O OneFootball está disponível em 12 idiomas e é o aplicativo esportivo mais bem avaliado do mundo, com base em milhões de comentários na App Store e no GooglePlay.

Fundada em 2008, a empresa tem sede em Berlim e escritórios regionais em Londres, Nova York, Cidade do México, Cingapura, Cairo, Istambul e Rio de Janeiro.

Em dezembro de 2020, o OneFootball adquiriu a Dugout para remodelar o cenário de mídia digital do futebol e formar a maior empresa de mídia digital de futebol do mundo. A aquisição viu o Arsenal, o Barcelona, o Bayern de Munique, o Chelsea, a Juventus, o Liverpool, o Manchester City, o Paris Saint-Germain, o Real Madrid e o Olympique de Marseille se juntarem ao OneFootball como acionistas. Em março de 2021, o OneFootball deu as boas-vindas a três novos acionistas, a Federação Alemã de Futebol, Borussia Dortmund e Tottenham Hotspur.

Fluminense recebe o Dentil Praia Clube em Laranjeiras nesta sexta-feira pela sétima rodada da competição

Três dias após o clássico contra o Sesc RJ Flamengo, o Fluminense volta à quadra para mais um desafio difícil pela Superliga Feminina. O Tricolor enfrenta o líder invicto Dentil Praia Clube nesta sexta-feira (26/11), às 19h, no Ginásio João Coelho Netto, em Laranjeiras, pela sétima rodada da competição.

Após o revés na rodada passada, a primeira em que não pontuou na Superliga, o Fluminense ocupa o sexto lugar na tabela de classificação com 10 pontos (três vitórias e três derrotas). O time mineiro está na liderança da competição com 20 pontos (sete vitórias em sete jogos).

Público limitado

Para assistir ao duelo contra o Dentil Praia Clube, os torcedores deverão estar vestidos com a camisa do Fluminense e levar 2kg de alimento não perecível, que serão doados a uma instituição de caridade. Assim como nos jogos anteriores, apenas os 50 primeiros torcedores poderão entrar no ginásio. A troca do alimento pelo ingresso cortesia será feita na sede do clube, nesta sexta-feira (26/11), de 17h às 18h30. Não haverá venda de ingressos.

O torcedor deverá apresentar o comprovante de esquema vacinal completo. Aqueles que tomaram apenas a primeira dose também deverão apresentar diagnóstico negativo de Covid-19 em exame de antígeno realizado até 24h antes do evento.

O uso de máscara é obrigatório durante toda a partida.

Transmissão

A partida terá transmissão ao vivo em pay per view pelo Canal Vôlei Brasil e o torcedor tricolor pode utilizar o código FLUMINENSE10 para ganhar 10% de desconto na assinatura. Parte do valor é repassada ao clube.

Confira todos os jogos do Fluminense na fase de classificação da Superliga 2021/2022:

PRIMEIRO TURNO

1ª rodada

30/10 – sábado

21h30 – Osasco/São Cristóvão Saúde 3 x 2 Fluminense, Ginásio José Liberatti
(26/24, 29/31, 25/22, 20/25 e 15/12)

2ª rodada

05/11 – sexta-feira

19h – Fluminense 3 x 2 Brasília Vôlei, Ginásio João Coelho Netto
(25/19, 23/25, 30/28, 22/25 e 16/14)

3ª rodada

09/11 – terça-feira

19h – Fluminense 2 x 3 Itambé/Minas, Ginásio João Coelho Netto
(12/25, 25/22, 25/18, 24/26 e 10/15)

4ª rodada

12/11 – sexta-feira

20h30 – Fluminense 3 x 0 Unilife/Maringá, Ginásio João Coelho Netto
(26/24, 25/22 e 25/19)

5ª rodada

16/11 – terça-feira

18h – Country Club Valinhos 0 x 3 Fluminense, Arena Country
(17/25, 13/25 e 12/25)

6ª rodada

23/11 – terça-feira

20h – Fluminense 1 x 3 Sesc RJ Flamengo, Ginásio João Coelho Netto
(25/18, 20/25, 18/25 e 14/25)

7ª rodada

26/11 – sexta-feira

19h – Fluminense x Dentil/Praia Clube, Ginásio João Coelho Netto

8ª rodada

10/12 – sexta-feira

21h – Curitiba Vôlei x Fluminense, Col. Positivo Júnior

9ª rodada

14/12 – terça-feira

19h – Fluminense x Barueri Volleyball Club, Ginásio João Coelho Netto

10ª rodada

17/12 – sexta-feira

18h30 – Esporte Clube Pinheiros x Fluminense, Ginásio Henrique Villaboim

11ª rodada

21/12 – terça-feira

19h – Fluminense x Sesi Vôlei Bauru, Ginásio João Coelho Netto

RETURNO

1ª rodada

07/01 – sexta-feira

19h30 – Fluminense x Osasco/São Cristóvão Saúde, Ginásio João Coelho Netto

2ª rodada

20/01 – quinta-feira

19h – Brasília Vôlei x Fluminense, Sesi Taguatinga

3ª rodada

25/01 – terça-feira

19h – Itambé/Minas x Fluminense, Arena Minas

4ª rodada

03/02 – quinta-feira

21h – Unilife/Maringá x Fluminense, Ginásio Chico Neto

5ª rodada

07/02 – segunda-feira

19h – Fluminense x Country Club Valinhos, Ginásio João Coelho Netto

6ª rodada

11/02 – sexta-feira

21h – Sesc RJ Flamengo x Fluminense, Ginásio Hélio Maurício

7ª rodada

18/02 – sexta-feira

19h – Dentil/Praia Clube x Fluminense, Arena Dentil

8ª rodada

22/02 – terça-feira

19h – Fluminense x Curitiba Vôlei, Ginásio João Coelho Netto

9ª rodada

03/03 – quinta-feira

21h – Barueri Volleyball Club x Fluminense, Ginásio José Corrêa

10ª rodada

08/03 – terça-feira

19h – Fluminense x Esporte Clube Pinheiros, Ginásio João Coelho Netto

11ª rodada

11/03 – sexta-feira

19h – Sesi Vôlei Bauru x Fluminense, Ginásio Sesi Bauru

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Mailson Santana/FFC

Fluminense faz promoção na Black Friday

Tricolores podem ganhar duas mensalidades grátis em plano anual

O Fluminense mais uma vez aproveita a Black Friday para fazer uma grande promoção no Sócio Futebol. A partir sexta-feira (26/11), quem ainda não se associou terá a oportunidade de se tornar sócio do Tricolor contratando um plano de 12 meses e pagando apenas dez.

Assinando o plano anual do Sócio Futebol ou do Sócio Futebol + Check-ins, o torcedor garante duas mensalidades gratuitas, além de todos os benefícios exclusivos do plano escolhido. A promoção já está disponível e pode ser adquirida até o próximo dia 9 de dezembro. O desconto será aplicado automaticamente quando o torcedor escolher o plano anual, sem que seja necessário preencher qualquer campo de cupom.

Os sócios terão também acesso à nova plataforma do programa Sócio Futebol, que conta com um site inteiramente novo, em linha com o que há de mais inovador no marketing de relacionamento de clubes, incluindo conteúdo e produtos exclusivos, uma rede ampla de parceiros e um novíssimo programa de pontos, que será lançado em breve e dará acesso a experiências junto ao clube. Esse é o primeiro passo para a total reformulação do programa, que estará concluída até o fim do ano, quando deverá ocorrer o lançamento do novo desenho do pacote de planos.

Planos e valores:

Sócio Futebol + Check-ins 2021
– De 12x de R$ 75 por 12x de R$ 62,50 (2 meses grátis)
– Desconto de 100% no ingresso
– Direito a voto após 2 anos ininterruptos
– Rede de Parceiros
– Programa de pontos (em breve)

Sócio Futebol – Anual
– De 12x de R$ 35 por 12x de R$ 29,17 (2 meses grátis)
– Desconto mínimo de 60% no ingresso
– Direito a voto após 2 anos ininterruptos
– Rede de Parceiros
– Programa de pontos (em breve)

Texto: Comunicação/FFC