fbpx

Léo Percovich revela pedido de vitória para dedicar a filha falecida: ‘Joguem por mim’

Enquanto vê seu time brilhar e emplacar sequência de dez vitórias, Léo Percovich lida com drama pessoal: em dezembro, perdeu duas filhas num acidente de carro em Minas Gerais. Em razão de ainda estar se recuperando do ocorrido, o técnico evita usar a tragédia como motivação para o time. No entanto, revela pedido especial feito em março aos seus comandados.

– Não uso muito minha história. É uma história muito forte. Está em uma etapa que não foi superada ainda, então é difícil usá-la como superação. Mas um dia, quando foi aniversário de uma das minhas filhas, enfrentamos a Cabofriense. Eu disse: “Hoje é um dia especial para mim. Necessito que vocês joguem por mim, para que eu entregue esse presente para ela. É possível?”. Os caras ganharam de 4 a 0 – conta.

Referência da garotada, o uruguaio, de 49 anos, explica o que entende por superação e a lição que pretende passar aos jogadores.

– Quero que eles entendam a superação não somente porque se teve uma tragédia. A superação está no dia a dia do treinamento, na personalidade de cada um, de tentar ser melhor naquilo que você ama, que é ser jogador de futebol. Independentemente da superação pessoal – cada um pode ter os problemas na vida -, você tem que tentar se superar como jogador, como atleta, como profissional. Ser um atleta melhor, um homem melhor é superação. Essa é a superação que eles têm que entender. A outra seria uma resiliência. É essa superação que busco passar para eles.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top