Gilberto elogia prováveis reforços e prega atenção em estreia na Sul-Americana

A semana promete ser de novidades no Fluminense. As negociações com nomes para encorpar o elenco estão avançadas e, ao que tudo indica, prestes a serem confirmadas. A busca por reforços se fez necessária, para Gilberto, por conta, principalmente, do calendário recheado.

– Vamos iniciar um campeonato difícil, de mata-mata, que requer experiência, além da nossa juventude. Tem o Brasileiro, que é longo, onde podem acontecer lesões, suspensões. Sempre bom ter um grupo cada vez mais forte – afirma.

Os prováveis novos contratados, até o momento, são os atacantes João Carlos, ex-Cabofriense, e Kléber, do Coritiba, e o zagueiro Luan Peres, da Ponte Preta. De forma sucinta, o camisa 2 tricolor, durante entrevista na sexta-feira, opinou sobre as características de cada jogador e fez elogios.

João Carlos:

O João Carlos é um jogador novo e que tem potencial. Vimos no Campeonato Carioca.

Kléber:

Tive a oportunidade de jogar contra o Gladiador. É um jogador difícil de marcar, sempre disposto. De muita vontade e raça. Tem técnica também. Dispensa comentários.

Luan Peres:

Ainda não tive a oportunidade de conhecê-lo bem. Mas se a diretoria está analisando, ela sabe o melhor para o Fluminense e vai decidir da maneira correta.

Depois de longo período de treinos, o Fluminense está a dias de ‘recomeçar’ a temporada: enfrenta, nesta quarta-feira, o Nacional de Potosí, pela Sul-Americana.

– Estamos analisando vídeos, eles são um time bom tecnicamente, têm jogadores rápidos. Sabemos da dificuldade, mas é difícil entrar num jogo pensando em fazer placar elástico. Temos que pensar minuto a minuto, não desperdiçar oportunidades e estar atentos defensivamente – diz.

Por estar marcada para o Maracanã, a estreia no segundo principal torneio do continente, maior objetivo do clube em 2018, será ainda mais especial.

– É o estádio com o qual a torcida já está habituada. Ambiente gostoso de jogar. Todo jogador sempre sonhou jogar lá. Nos sentimos mais fortes e mais próximos da torcida – finaliza Gilberto.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.