Gustavo Scarpa pede liberação do Fluminense, e julgamento em junho avaliará caso

A novela Gustavo Scarpa, que se arrasta desde dezembro de 2017, ganhará continuidade em 07 de junho, uma quinta-feira. Haverá novo julgamento, em 2ª instância e marcado pelo Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), desta vez para avaliar o mandado de segurança apresentado pelo jogador, ainda vinculado ao Fluminense, em que pede sua liberação antes da decisão final sobre o caso.

Foi desta forma que, em janeiro, o meia conseguiu deixar o clube de Laranjeiras e ficar livre para assinar com o Palmeiras. Mas, dois meses depois, a liminar foi derrubada, o que revalidou o contrato com o time do Rio. Para esta fase, em que será analisado o mérito do mandado, foram convocados a CBF, a FERJ, o Ministério Público do Trabalho e o Juízo da 70ª Vara do Trabalho do Rio. Além, claro, de Flu e Scarpa.

As partes ainda aguardam o despacho, em primeira instância, da juíza Dalva Macedo, responsável pelo caso. Se a sentença for confirmada antes do dia 7 de junho, o julgamento do pedido do atleta perde o objeto de apreciação.

A última vez em que atuou profissionalmente foi em 11 de março, pelo Paulistão, quando marcou os dois gols do triunfo palmeirense sobre o Ituano. Como voltou a pertencer ao Fluminense, foi proibido de frequentar a Academia de Futebol, mas também se manteve longe do Centro de Treinamento Pedro Antônio, na Barra.

Para preservar a forma, Gustavo Scarpa, que aguarda o desfecho judicial em Hortolândia, contratou um profissional para auxiliá-lo em treinos particulares. O meia, inclusive, ainda tem disputado jogos pelo time de futsal de sua cidade-natal.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

FluFest: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!