Escolhido de Tite: Thiago Silva assume faixa de capitão contra o México

Tem ex-Fluminense assumindo a liderança da Seleção na Rússia, palco da Copa do Mundo de 2018. Capitão contra a Costa Rica, ainda na fase de grupos, Thiago Silva vestirá a faixa, pela segunda vez no Mundial, nesta segunda-feira, dia de jogo decisivo, entre Brasil e México, nas oitavas-de-final.

Desde que recuperou a titularidade, o ‘Monstro’ só tem ganhado mais confiança e se destacado na Copa. Afinal, marcou um gol importante, diante da Sérvia, e acumulou atuações brilhantes na primeira etapa do torneio. Por isso é quem ganha, das mãos de Tite, a braçadeira de capitão.

Às vésperas da partida de daqui a pouco, o zagueiro alertou sobre os atacantes mexicanos e se atentou para um detalhe: a maioria de seus companheiros de PSG foram fundamentais nas classificações de suas seleções. É a vez de Neymar, também craque do time francês.

– São jogadores extremamente inteligentes, sabem ocupar os espaços como ninguém. Chicharito já conheço um pouco melhor, nos enfrentamos algumas vezes, sei da qualidade que esse menino tem. Todo cuidado com esse trio de ataque, mas não só com eles. Quem faz a bola chegar com qualidade também – avisou, antes de garantir torcida por uma grande performance do camisa 10 da Seleção:

– Por incrível que pareça, quando acabaram os dois jogos (França x Argentina e Uruguai x Portugal), fiquei com esse mesmo pensamento na cabeça. Que no nosso jogo será o Neymar. Os dois (Mbappé e Cavani) foram fundamentais nas vitórias das suas seleções. Mesmo o Dí Maria sendo eliminado, fez um grande jogo. O Paris Saint-Germain está muito bem representado, mas a Seleção está equilibrada. Tem o momento certo dos atacantes aparecerem. A gente espera que que o Neymar esteja inspirado como os outros.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!