Divergência no tempo de contrato pode afastar Cabezas do Flu

Agente do atleta deseja o vínculo com duração de um ano e meio.

A contratação de Bryan Cabezas pelo Fluminense ganhou um impasse: o empresário do atleta, que deseja um tempo de contrato maior que o planejado pelo Flu.

O Tricolor já chegou inclusive a se acertar com o Atalanta – clube que detém os direitos do atacante – o emprestimo por um ano, porém o o empresário do jogador, Gonzalo Vargas, deseja que o vínculo tenha a duração de um ano e meio, causando um impasse no acordo que pode até melar a negociação.

Vale destacar que a idéia inicial do Tricolor era acertar com o jogador até o final de 2019, ou seja, um ano e meio, porém, a Atalanta só topou liberar o atleta por um ano. O Flu aceitou a condição dos italianos temendo perder o negócio para clubes mexicanos e argentinos que também demostraram interesse no jogador. Contudo, o empresário do atleta segue irredutível e só aceita fechar o negócio com a duração de um ano e meio.

Apesar da dificuldade no acerto e já ter contratado Everaldo (São Bento) e Júnior Dutra (Corinthians), o Flu ainda não desistiu de fechar com Cabezas, que passa férias no Equador e já tem os salários acertados com o Fluminense.

 

ST,

Douglas Wandekochen

fonte: Globoesporte.com