Pedro celebra fase artilheira e despista sobre futuro: ‘Deixo com meus empresários’

Aos 44′ do segundo tempo, Pedro impediu a derrota do Fluminense em clássico com o Vasco, em São Januário, na quinta-feira. Foi logo no reinício do Campeonato Brasileiro que o camisa 9, sem Roger Guedes, negociado para a China, no caminho, chegou à vice-artilharia, ao lado de Willian, do Palmeiras, com sete gols, e reforçou que é forte candidato a superar o ex-Atlético-MG.

– Primeiro é o coletivo. O individual vai aparecer quando o coletivo estiver bem. Estou fazendo um bom papel, sei da minha responsabilidade. Minha obrigação é fazer gol, como centroavante. E, graças a Deus, estão saindo – disse, ao deixar o estádio do rival.

Principal nome do clube na temporada, Pedro e sua categoria enchem os olhos de times do exterior. O que, naturalmente, preocupa aos torcedores, que entendem as contratações de três atacantes (Luciano, Júnior Dutra e Everaldo) como uma pista de que o centroavante pode ser negociado.

Enquanto sondagens surgem aos montes, as ofertas, por ora, inexistem. Pedro, contudo, prefere encarregar seus agentes de cuidar de possíveis interesses. Ele garante foco no Fluminense e discursa como quem quer fazer história.

– Estou supertranquilo. Até mim não chegou nada. Não estou preocupado com isso. Deixo para meus empresários resolverem. Estou focado no Fluminense e espero dar o meu melhor com essa camisa.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.