Polícia ameaçou chefes de organizadas e diretores com mandados de prisão para impedir protestos

Palco da FluFest, a sede do Fluminense, aniversariante do sábado, completando 116 anos, viu protestos intensos em junho e julho, em razão da inconformidade de torcedores com a gestão de Pedro Abad. Nas redes sociais, alguns combinavam um ato contra a diretoria no dia do evento, o que, para um segurança ouvido pela reportagem, está descartado. Ele explica que, durante esta última semana, a Polícia entrou em ação para impedir que haja tumulto no clube. 

– Pelo que soube, vieram policiais com mandados de prisão para chefes de organizadas e para esses diretores que gostam de chamar a torcida para protestar. Levaram até para a delegacia. Se vierem, serão presos. Acho que não vão ver fazer nada, não – disse, em conversa com o Canal FluNews.

Torcedor passa por revisa na entrada. (Foto: Nicholas Rodrigues/Canal FluNews)

Até para dar maior tranquilidade para as famílias que virão à FluFest, a segurança foi reforçada. São dezenas de seguranças espalhados pela sede. Só na entrada são, pelo menos, doze. Além de quem trabalha para o Fluminense, há empregados da Unipaz, parceira do clube em jogos fora do Maracanã. 

Quatro profissionais estão logo na entrada da social e realizam a revista das pessoas que começam a chegar. 

Canal FluNews acompanha, direto de Laranjeiras, tudo da FluFest de 2018. Você confere os detalhes, em momento real, em nossas redes sociais. 

Facebook: FluNews

Twitter e Instagram: @canalflunews

 Saudações Tricolores,                                        Nicholas Rodrigues.

One Reply to “Polícia ameaçou chefes de organizadas e diretores com mandados de prisão para impedir protestos”

Comments are closed.