Justiça mantém liminar favorável ao Fluminense em caso Diego Souza

Tentando ganhar R$ 5 milhões pela venda de Diego Souza ao São Paulo, o Sport teve seu recurso, que se opunha à liminar favorável ao Fluminense, negado pela Justiça, nesta terça-feira. Com a decisão, tomada pela 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o clube pernambucano continua sem lucrar 50% do negócio, totalizado em R$ 10 milhões.

A sentença em favor do time de Laranjeiras, que se diz dono da metade do valor da transferência, saiu em fevereiro e estabeleceu pagamento em juízo. De lá para cá, o vice-líder do Campeonato Brasileiro seguiu à risca o que fora determinado. Está previsto o depósito de mais duas parcelas, nos dias 10 de setembro e novembro.

O caso, entretanto, segue indefinido, uma vez que o processo ainda está em andamento. Os envolvidos aguardam o julgamento para, enfim, descobrir o destino da quantia milionária.

Relembre o imbróglio:

Diego Souza chegou e saiu do Fluminense em 2016. No acordo com o Sport, manteve 50% do passe do meia para obter lucro em futura venda. Mas uma polêmica troca de e-mails entre Marcelo Teixeira, gerente da base carioca, e Eduardo Uram, empresário do jogador, leva o Leão da Ilha a afirmar que apenas R$ 1 milhão pertence ao Tricolor.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.