Em chegada a Montevidéu, Jádson espera ‘ambiente hostil’ contra o Defensor: ‘Temos de usar nossa vantagem’

Mal deu tempo de lamentar a goleada para o Internacional, por 3 a 0, na segunda-feira. A delegação chegou a Montevidéu, no Uruguai, na tarde desta terça-feira, a dois dias do confronto decisivo contra o Defensor, pela Sul-Americana. No desembarque no hotel onde o grupo ficará hospedado, Jádson explica como usar a derrota no Brasileirão como aprendizado para o mata-mata. 

– Trazemos na bagagem a vontade de deixar para trás a última partida. A gente sabe que não foi bem, mas tem de virar a chave. Temos de ir atrás da classificação para voltarmos ao Brasil felizes motivados – disse.

Há duas semanas, os times se enfrentaram no Maracanã, com o Fluminense vencendo (por 2 a 0, gols de Digão e Sornoza) e abrindo vantagem. O que impressionou foi o comportamento defensivo adotado pelo clube uruguaio na ida. Para Jádson, o perigo está em atuar na casa do rival. 

– A gente imaginava que o jogo no Maracanã fosse com postura defensiva deles. Foi a mesma situação do Potosí, na primeira rodada. Eles jogam praticamente dentro da área pois confiam muito no jogo da volta. Agora, aqui será muito difícil. Eles vão tentar provocar. Vamos encontrar ambiente hostil. Temos de ter tranquilidade e saber usar a nossa vantagem. Temos de fazer o possível para voltarmos classificados – finalizou.

Apesar da torção no tornozelo no duelo com o Colorado, Aírton se recuperou a tempo de integrar a lista de relacionados para este compromisso pela Sula.   Ele sequer mancou ao deixar o ônibus e deve começar jogando. A ideia é que o primeiro treino por lá seja nesta tarde.


Relacionados:

Goleiros: Júlio César e Rodolfo.

Laterais: Gilberto, Ayrton Lucas e Léo.

Zagueiros: Gum, Digão e Ibañez.

Meio-campistas: Airton, Jadson, Richard, Matheus Norton, Sornoza.

Atacantes: Matheus Alessandro, João Carlos, Everaldo, Pablo Dyego, Pedro, Júnior Dutra e Marcos Junior.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.