fbpx

Operado há três semanas, Pedro se reapresentará ao Fluminense para segunda fase do tratamento

A lesão ainda está longe de ser totalmente curada, mas Pedro está prestes a começar a segunda etapa do tratamento. Na tarde de terça-feira, ele se reapresentará ao Fluminense, depois de retirar os pontos do procedimento cirúrgico, no início de outubro, e terá o acompanhamento de toda a equipe médica e o acesso a uma melhor estrutura. O centroavante vinha fazendo sessões de fisioterapia em casa, de quatro a cinco vezes por semana, assistido pelo ‘Filé’, como é conhecido o fisioterapeuta Nilton Petrone.

O melhor momento da curta carreira de Pedro, que havia sido convocado para a Seleção para os amistosos do mês de setembro, esbarrou na torção no joelho direito, ocorrida em agosto, durante a derrota para o Cruzeiro, no Mineirão. Um exame detectou estiramento do ligamento cruzado, o que fez ser necessária a cirurgia, no último dia 21. A previsão do clube diz que o camisa 9 estará recuperado em seis a oito meses. O que indica que seu retorno aos gramados deve acontecer em meados do Campeonato Carioca do ano que vem.

Pedro terminou a temporada com 19 gols e sete assistências. Ainda que ausente há quase dois meses, é o artilheiro do time em 2018 e, ao lado de Sornoza, também o garçom. A boa fase despertou interesse estrangeiro, inclusive do Real Madrid. Conforme divulgado pelo Lance!, os merengues ofereceram 30 milhões de euros (ou R$ 130, 7 milhões), valor desejado pelos tricolores, que detêm 50% da joia de Xerém. A venda teria se concretizado, não fosse a contusão inesperada.

– Havia um planejamento pensado para uma possível venda do Pedro. Óbvio que a lesão atrapalhou. Não só no negócio, mas a própria equipe, pois você não tem um atacante da envergadura do Pedro e específico na posição. Casualmente, atrapalhou também um negócio futuro. Essa fatalidade ocasionou a necessidade de buscar outro tipo de receita, já que o dinheiro de uma transferência era, teoricamente, condicionada. Não foi concretizada por uma fatalidade. Com certeza daria uma tranquilidade financeira até o final do ano. Se ele não tivesse se lesionado, acredito que teria sido vendido – confirmou Paulo Angioni, diretor de futebol do Fluminense, ao L!.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

 

Top