fbpx

A bola pune: Medo de empatar deixou escapar a chance de vencer

O Flu teve amplo domínio do jogo, mas o preciosismo impediu ampliar o placar.

Caros tricolores, o resultado diante do Nacional-URU foi frustante para a grande maioria da torcida e para o próprio time do Fluminense. Mas convenhamos, esses campeonatos mata-mata com gol qualificado é uma faca de dois gumes.

Com o time vencendo de 1 a 0, o treinador se viu num grande dilema. Já havia trocado Matheus Alessandro que fazia a ala direita por Airton, quando Gum se machucou veio então o dilema: mantém o esquema optando por outro zagueiro ou avança o time em busca do segundo gol ? Pois bem, o treinador preferiu por outro zagueiro, o que foi muito questionado após o apito final.

Pois o dilema que vos falo é exatamente esse. O grande questionamento foi por Marcelo não ter colocado o time para frente em busca do segundo e ate do terceiro gol. Mais aí eu pergunto: caso o técnico optasse por colocar o time à frente e mesmo assim sofresse o empate ? Imagino que seria questionado do mesmo jeito: Pra quê abrir o time ? Era pra ter segurado o resultado?

Provavelmente seriam esses o questionamento. Acho que antes de reclamar e questionar o treinador, devemos olhar pra dentro de campo. Enquanto estava 1 a 0, o time teve diversas oportunidades de ampliar o placar. Mas, o preciosismo atrapalhou. Muito toque de lado, de letra, escolhas erradas em passes e até mesmo na hora de finalizar, enfim, acho que os jogadores tiveram mais responsabilidade que o treinador, e o medo do empate levando gol em casa tirou a chance do time vencer até por um placar mais amplo.

Espero que o gol sofrido tenha ligado o alerta para o jogo de volta. Buscando o gol e a vitória independente do esquema que estiver em campo.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Top