Fluminense estima novo prazo para solucionar dívida com o elenco

A uma semana do duelo que decide o primeiro finalista da Sul-Americana, o Fluminense tenta, às pressas, solucionar uma parcela dos salários atrasados – são dois meses na CLT  e mais cinco em imagem. Como a promessa de pagamento antes do jogo contra o Palmeiras, semana passada, acabou descumprida, a diretoria prefere não precisar um novo prazo ao elenco. Mas estima-se que sejam regularizados, ao menos, um vencimento em carteira de trabalho e dois de DIs até esta sexta-feira.

Com o visível incômodo no vestiário, o presidente organizou uma vaquinha, aproximada em R$ 150 mil, para dividir entre os jogadores em caso de triunfo na segunda-feira, sobre o Ceará. Na ocasião, empate sem gols, diante da torcida, no Maracanã. A quantia foi arrecadada por tricolores mais abastados.

Depois do desentendimento entre Marcos Júnior e Paulo Angioni, na Arena do Palmeiras, os atletas quebraram o silêncio e, na rodada passada, confessaram o clima tenso que surgiu da crise financeira. Deixaram claro, porém, que confiam na diretoria. As pendências vêm prejudicando o rendimento do time, que não vence e nem marca gols há um mês.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.