Abad reconhece crise, mas apela à torcida por apoio em “momento crucial” para o Fluminense

Alvo de reclamações por conta do atraso no pagamento aos jogadores e do agravamento da crise financeira, Pedro Abad deu fim ao silêncio que adotara em meio às polêmicas que vêm assolando o Fluminense. Na tarde desta terça-feira, véspera do jogo de onde sairá o primeiro finalista da Sul-Americana, ele convocou a imprensa para, enfim, esclarecer dúvidas. Mas, especialmente, para fazer um pedido aos torcedores, na semana considerada a mais importante do ano.

– Sei que as coisas não estão fáceis. Mas estamos vivendo uma semana fundamental para a temporada. Queria pedir ao torcedor que se concentrem e mantenham o foco apenas no clube pelos próximos cinco dias. Os jogadores e o presidente passam, mas o clube fica – disse, completando:

– As críticas são sempre bem-vindas, mas estamos em um momento crucial. Que, nesses próximos dias, se esqueçam de tudo o que for periférico, que não estiver dentro de campo. Não só quarta-feira, mas domingo também. Vamos apoiar o time. O clube precisa do seu torcedor nesse momento.

Apesar do momento delicado, que envolve problemas desde o extracampo até o futebol, o presidente destacou a união como principal elemento para levar o clube à decisão da Sula, se passar do Atlético-PR, quarta-feira, e salvá-lo de um possível, mas improvável, rebaixamento para a Série B, desde que vença ou mesmo empate com o América-MG, domingo. Ambos os duelos estão marcados para o Maracanã.

– Erros acontecem, mas agora é o momento de se concentrar em campo. Precisamos de apoio integral quarta e domingo. Depois de domingo, podem criticar, vamos ouvir todos. Estando satisfeitos ou insatisfeitos, é hora de mostrar que o torcedor é o maior patrimônio do clube. O Fluminense precisa de vocês. Não o presidente, não o time. Mas o clube todo. Queria passar essa mensagem – encerrou.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.