Fluminense se apoia em dinheiro de vendas para deixar salários em dia

Com o pagamento dos atrasados aos jogadores, realizado na quarta-feira passada, e aos funcionários, o Fluminense, enfim, pôs a folha salarial, na CLT, em dia. Para saldar o mês de novembro, que vence na sexta-feira, o clube espera o dinheiro de vendas encaminhadas. O ano de 2018 ainda reserva gastos com 13º e férias.

A única pendência, agora, são os direitos de imagem, com quatro meses de atraso. Mas a dívida, de cerca de R$ 4 milhões (R$ 1 milhão para cada mês), o mês de novembro e o 13º salário devem ser resolvidos nesta semana, quando cai na conta o dinheiro desembolsado pelo Watford, da Inglaterra, na compra do jovem João Pedro.

Aliás, o Fluminense vem aliviando a delicada condição financeira por conta de vendas de jogadores, como Ayrton Lucas (Spartak Moscou) e Léo (São Paulo). Uma parcela da grana dessas duas transações, inclusive, foi adiantada e destinada a cumprir pagamentos recentes.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Nicholas Rodrigues

Tricolor, 16 anos. Redator do Canal FluNews desde 2015. Apresenta-se nas redes sociais como @nickrodriguesrj