Camilo espera Fluminense confirmar técnico, e acerto com Jair Ventura pode melar o negócio

Camilo, vinculado ao Internacional até julho do ano que vem, ainda é um desejo do Fluminense e, dessa vez, as negociações parecem fluir melhor. Os primeiros passos foram dados e o avanço nas conversas depende da confirmação do nome que assumirá o comando-técnico em 2019. A seu favor, o clube de Laranjeiras tem o interesse do meia em retornar ao Rio de Janeiro, onde viveu a melhor fase da carreira, chegando a ser convocado para a Seleção.

– Tem que esperar o treinador assumir. Se ele chegar e falar “eu quero o Camilo”, as coisas podem acontecer. Vamos sentar e conversar. Mas claro que há um interesse de ambas as partes. Camilo é do Rio, ele vem com a esperança de ser titular, de jogar, ter sequência – disse, ao NETFLU, o empresário Francis Leonardo.

Os treinadores mais comentados nas Laranjeiras são Roger Machado, considerado mais caro, Jair Ventura e Fernando Diniz, com salários adequados à condição financeira do Fluminense. Aliás, um eventual acerto com o ex-Corinthians, provavelmente, melará o negócio com Camilo.

Quando trabalharam juntos no Botafogo, em 2016, Jair e Camilo se desentenderam algumas vezes e, logo, não têm uma boa relação, o que teria colaborado para a saída do jogador rumo ao Colorado. Assim, a tendência é que ele recusaria ser novamente comandado por esse profissional, de acordo com o repórter Lucas Collar, da gaúcha Rádio Inferno.

Há sete meses, o Fluminense tentou a contratação de Camilo, mas esbarrou na vontade de Rodrigo Caetano, diretor no Inter, em mantê-lo no elenco. Em reuniões durante a semana, a cúpula de futebol carioca elogiou o atleta, que viria para suprir a iminente venda de Sornoza para o Corinthians e, também, o possível empréstimo de Daniel a um clube da Série B. No ano, marcou só um gol em 24 jogos, além de duas assistências.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: LANCE!