Fluminense crê que acertará com Fernando Diniz até o fim da semana

A procura por um técnico para o Fluminense rendeu inúmeras especulações, mas só quatro nomes foram realmente considerados opções para o cargo vago desde a demissão de Marcelo Oliveira, depois da eliminação na Sul-Americana. A demora no acerto prejudica o andamento do planejamento para 2019. Assim, a ideia é confirmar Fernando Diniz, que se encaixa na realidade financeira nas Laranjeiras, em poucos dias.

– Temos um leque de opções. A expectativa é de resolver o mais rapidamente possível. Algumas coisas estão paradas porque precisamos ouvi-lo (o futuro treinador). Não é uma tarefa tão fácil. Eu fiz contato com dois, um está mais perto. Acredito que tudo seja resolvido até o fim da semana – revelou Paulo Angioni.

Roger Machado, Jair Ventura e Léo Percovich, que comanda a base, foram avaliados pela diretoria por apresentarem, segundo Angioni, o perfil procurado pelo clube. Enquanto o primeiro sempre pareceu mais distante, por conta da alta pedida salarial, o segundo ganhou força nos bastidores nos últimos dias. Porém, após acompanhar curso da CBF, em Teresópolis, nesta quarta-feira, o ex-Corinthians se recusou a falar com a imprensa, alegando que não havia assuntos.

– Não é questão financeira, porque os nomes citados têm grandes discrepâncias salariais. O perfil que buscamos é intensidade de trabalho. Os quatro buscam objetivos, todos têm imposições, entrega, disponibilidade de tempo para discutir futebol e intensidade em campo para atingir o objetivo. O modelo vem do que você entrega ao treinador, ele vai se adaptar aos jogadores que tem. Nem sempre o mesmo sistema cabe nessa entrega. Todos os treinadores que pensamos têm essa qualidade e cultura para trabalhar em vários tipos de sistema – explicou.

A indefinição afeta, inclusive, a movimentação do Fluminense no mercado da bola. Até o momento, foram divulgados o interesse em Simão, goleiro do Operário-PR, e a negociação avançada para trocar Sornoza por Marquinhos Gabriel e Moisés, ambos do Corinthians.

– Queremos acelerar a questão do treinador para poder entregar ao treinador algo próximo do que ele deseja. Até por isso não estamos indo de cabeça no mercado.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.