fbpx

Pedro Antônio avalia possíveis cenários e pensa em candidatura à presidência

Em outubro, Pedro Antônio renunciou ao posto de conselheiro e garantiu que não concorreria à presidência. As decisões vieram comunicadas em uma carta, na qual questionou, também, a forma como o Fluminense tem sido gerido. Contrariando a si mesmo, o ex-vice-presidente de projetos especiais, hoje, considera uma possível candidatura nas eleições que, provavelmente, ocorrerão em março.

– Mudou todo o cenário político. Então, pode até ter uma alteração (nesse pensamento). Se houver um cenário de uma eleição agora e outra em novembro, não serei candidato nesse primeiro mandato. Mas, como mudou o cenário, estou olhando. Qual o problema? Dependendo de quem ganhar, não estar aberto a um projeto maior, de futebol empresa, social forte… Se for um mandato só, de quatro anos, não sei. Ainda vou estudar melhor para tomar uma decisão – revelou, em entrevista ao Globoesporte.com. 

A antecipação do pleito, que deve ser confirmada numa Assembleia Geral a ser marcada entre o fim de janeiro e o início de fevereiro, está sujeita a ações judiciais, principalmente, por haver diferentes interpretações sobre o que diz o estatuto. Até por isso, Pedro Antônio se disse a favor de duas eleições no ano que vem – em março e novembro. Ele explicou o que entende como melhor alternativa para salvar o Fluminense do abismo financeiro.

– O clube tem que se estruturar para ter o futebol empresa separado do clube social. Fazer uma gold share, trazer investidores. Existe isso na Europa e conversei com pessoas de lá sobre isso. Tem que ter um projeto maior, para enxergar o Fluminense para 50 anos e não só para uma legislatura a mais. Estou menos preocupado com o processo eleitoral agora e muito mais preocupado em achar solução duradoura e definitiva.

Com nomes como Cacá Cardoso e Diogo Bueno, a coalizão “Fluminense Unido e Forte”, formada pelos grupos políticos MR21, Esperança Tricolor e Flu 2050, pretende levar um candidato à corrida eleitoral. Segundo o UOL, Pedro Antônio deve se juntar ao FUF, além de receber o apoio do Esportes Olímpicos, que é, como a Flusócio, aliado a Pedro Abad.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top