Apesar da derrota, Diniz cita superioridade no clássico e vê Fluminense no caminho certo

Foto: Lucas Merçon / FFC

Treinador tricolor também lamentou a confusão entre os clubes em relação ao Setor Sul, além de comentar possível retorno de Gilberto contra o Bangu

A derrota por 1 a 0 para o Vasco na decisão da Taça Guanabara foi a segunda de Fernando Diniz no comando do Fluminense. A primeira havia sido também para o Cruzmaltino e pelo mesmo placar. Porém, o revés na final parece não ter abatido o treinador. Em entrevista coletiva concedida após a partida, Diniz elogiou a atuação da equipe e julgou o Tricolor mais superior do que na semifinal contra o Flamengo.

“Se formos falar de desempenho e não falar de resultado, não abalou em nada. Tivemos uma superioridade maior do que contra o Flamengo, tivemos diversas chances de gol e perdemos o jogo em uma bola parada. Quanto ao time, foi muito bem preparado. Fiquei satisfeito”.

O técnico falou sobre a coincidência de ter perdido para o Vasco novamente em uma bola parada. No primeiro jogo entre as equipes, no Mané Garrincha, o Cruzmaltino triunfou com um gol de pênalti.

“O Vasco tem uma bola parada forte. Foi uma coincidência. Do jogo de hoje para o de Brasília nosso time evoluiu bastante. Praticamente conseguimos anular todas as chances do Vasco e eles ganharam em uma bola parada”.

Perguntado sobre a confusão envolvendo o Setor Sul do Maracanã, que começou na sexta-feira e se estendeu até os 35 do primeiro tempo do confronto, Diniz disse que isso não atrapalhou a preparação da equipe, mas que o ocorrido foi uma ‘vergonha’. Além disso, pediu mais carinho para com o Campeonato Carioca.

“Isso não teve interferência na preparação do time. Não são coisas que gostamos, ficamos incomodados, mas trabalhamos muito bem a questão e os jogadores fizeram uma boa partida”.

“É uma vergonha para o futebol, para a sociedade, para as torcidas. Jogar uma parte da final da Taça Guanabara de depois chegar a torcida no meio do jogo é uma coisa vexatória. O que me motiva é o futebol em si. E aqui ser uma cidade maravilhosa, que respira futebol. Isso é maior que a desorganização do campeonato. Por isso que os torcedores ainda vêm. Mas poderia ser um espetáculo mais bem tratado”.

O treinador tricolor falou sobre a possível estreia de Ganso, na próxima sexta-feira (22), contra o Bangu. De acordo com ele, não há nada garantido, apesar de existir a chance. De acordo com ele, Gilberto, fora há seis meses, pode retornar.

“Ainda não está confirmada a estreia do Ganso. Tem chance de estrear. Tem chance do Gilberto voltar. O Allan chegou, também pode ficar à disposição”.

Por fim, Diniz fez um balanço sobre os dois meses no comando do Fluminense e disse ver o elenco no caminho certo para fazer um grande trabalho.

“Gostei muito do que vi. Pelo tempo que estamos juntos, o que o time fez é digno de muitos elogios. Mas a distância do que podemos melhorar é muito grande também. Quando tivermos semanas mais cheias para treinar, a melhora será acentuada”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *