fbpx

FERJ proíbe clássicos entre Fluminense e Vasco no Maracanã até consenso sobre lado Sul

Em resposta à batalha travada entre Fluminense e Vasco pelo setor Sul do Maracanã, a FERJ divulgou, nesta segunda-feira, uma nota na qual proíbe que os rivais duelem no estádio até que cheguem a um consenso sobre onde posicionar suas torcidas. A medida vale só para torneios organizados pela entidade.

“Após os lamentáveis episódios ocorridos antes do início da final da Taça Guanabara, entre Vasco da Gama e Fluminense, no último domingo (17/02), no Maracanã, a FERJ, através de uma Resolução da Presidência vem determinar que as partidas que envolvam as duas agremiações acima mencionadas, válidas pelo Campeonato Carioca, somente serão programadas e/ou autorizadas para o Maracanã caso haja acordo expresso entre os clubes acerca da ocupação do setor sul, ou decisão judicial desportiva sobre o caso. Nas partidas contra outros adversários, o Fluminense terá o direito de ocupar o setor sul, mesmo na condição de visitante, exceto acordo entre as partes ou decisão diversa da justiça desportiva”, diz o comunicado.

Campeão da Taça Guanabara neste domingo, o Vasco conseguiu alocar seus torcedores à direita das cabines, contrariando o contrato existente entre o clube das Laranjeiras e a Concessionária Maracanã desde 2013. O jogo começou com portões fechados, por determinação judicial, mas recebeu público de 29 mil pessoas, em sua imensa maioria vascaínos, a partir dos 30′ minutos do primeiro tempo, após confusão generalizada no local.

Os clubes, que estão juntos na chave B do campeonato, só se reencontrariam numa eventual semifinal de Taça Rio, no fim de março. Neste segundo turno, que começa na sexta-feira, as equipes de um grupo encaram adversários do outro.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

 

One Reply to “FERJ proíbe clássicos entre Fluminense e Vasco no Maracanã até consenso sobre lado Sul”

  1. A federação apareceu agora, enquanto Rubens Lopes for presidente da federação,o futebol carioca só vai caindo, lamentável o que esse senhor está fazendo,ou seja deixando de fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top