Após greve por salários, Abad reúne grupo para conversa e diminui dívida milionária

Em protesto aos atrasos salariais, o elenco se recusou a ir a campo na reapresentação após o vice para o Vasco na Taça Guanabara. Trabalharam apenas na academia. A paralisação, comunicada a Fernando Diniz, que repassou a Paulo Angioni, era planejada há algum tempo, mas ocorreu só agora pois os jogadores entenderam que não seria prejudicial à preparação da equipe, que vem de dois clássicos seguidos.

Na manhã desta quarta-feira, porém, os atletas retomaram os treinos normalmente, depois de uma conversa demorada com a diretoria. Acompanhado por Fabiano Camargo e Angioni, integrantes da cúpula de futebol, Pedro Abad se encontrou com o grupo, no CT, para uma reunião que retardou em uma hora o início da atividade programada para hoje e fechada para a imprensa.

Conforme divulgado pelo repórter Victor Lessa, da Rádio Globo, o clube conseguiu pagar, nesta tarde, as premiações referentes ao Brasileirão de 2018 e à Copa do Brasil deste ano, o que reduz a dívida que girava em torno de R$ 11 milhões. A dificuldade em honrar com os compromissos se explica, especialmente, pelas penhoras judiciais que tem sido impostas ao Tricolor.

No momento, as pendências são, na CLT, o 13º, férias e o mês de janeiro. Os diretos de imagem estão atrasados desde novembro. Antes de enfrentar o Bangu, sexta-feira, no Maracanã, o time fará mais um treinamento, amanhã.

“Climão” nos bastidores

O incômodo entre os jogadores é decorrente de contratações, mesmo que sem investimento, efetuadas sem que as dívidas fossem regularizadas e, ainda, pelo descumprimento das promessas de que o problema seria solucionado. A greve, inclusive, era combinada para as vésperas do duelo com o Flamengo. Diniz impediu que o plano se confirmasse.

A chegada de Paulo Henrique Ganso, que deixou o Sevilla, da Espanha, não agradou. Ele veio sem custos, o que, aliás, fora esclarecido ao elenco. Também não recebeu a primeira remuneração, que, em 2019, será de R$ 300 mil. Entretanto, não há ressalvas pessoais a nenhum dos reforços.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *