fbpx

Ganso avalia estreia pelo Fluminense como positiva: “Me senti super bem”

Foto: Lucas Merçon / FFC

Meia de 29 anos falou sobre seu condicionamento físico e agradeceu a presença da torcida

A vitória do Fluminense por 2 a 0 contra o Bangu marcou a estreia de Paulo Henrique Ganso com a camisa tricolor. Mesmo sem gol ou assistência, o meia deu bons passes e aguentou 90 minutos em campo, fato que foi destacado por ele após o apito final. Vale lembrar que o jogador não atuava oficialmente desde o dia 4 de dezembro, quando enfrentou o Mônaco ainda pelo Amiens.

Em entrevista ao Sportv na saída do gramado do Maracanã, Ganso avaliou a estreia como positiva e frisou a necessidade de se condicionar fisicamente. De acordo com o meia, a movimentação do time de Fernando Diniz é muito intensa e, por isso, a perna pesou no segundo tempo.

“Me senti super bem. Conversei bastante com o Fernando (Diniz), era um jogo para eu me condicionar fisicamente, isso que eu fiz durante a partida. Procurei o jogo, de um lado para outro, mesmo sem a bola. A cada partida a gente vai evoluindo junto com a equipe “.

“Essa movimentação é de toda equipe, não só minha, mas do Everaldo, de todo mundo para ter uma forma melhor de sair jogando, seja com os zagueiros ou com a gente. No segundo tempo tive até um pouco mais de gás, dei uma arrancada ali, mas aí a perna pesou, errei um passe fácil para o Yony. Mas a gente vai procurar evoluir a cada partida”.

Paulo Henrique Ganso mostrou-se motivado para adquirir ritmo de jogo e se entrosar com os companheiros. Fora da partida de terça contra o Antofagasta, pela Sul-Americana, o atleta de 29 lamentou a ausência e convocou a torcida.

” Quero ganhar ritmo o mais rápido possível. Quando você está com ritmo de jogo e com força para atacar o adversário, as coisas evoluirão, como uma assistência, um drible, um gol. Vão acontecer nas próximas partidas. Espero que na terça os torcedores possam estar aqui, uma pena que não poderei jogar. Dois meses e meio sem atuar, fui até onde pude, mas graças a Deus consegui jogar os 90 minutos”.

Perguntado sobre seu sentimento após voltar ao futebol brasileiro, o canhoto se disse realizado, agradeceu aos tricolores presentes e projetou um futuro vitorioso no Fluminense.

“Eu estou muito feliz. A recepção foi maravilhosa. Gostaria de agradecer à torcida, a presença. A equipe tende a evoluir com todo mundo dentro de campo. É uma forma diferente de jogar, do Fernando Diniz. Espero que consigamos fazer muita coisa boa e, quem sabe, conquistar um título”.

Por fim, Ganso analisou seu posicionamento na equipe e relatou conversa com Fernando Diniz antes do jogo contra o Bangu. Além disso, comentou sobre o possível status de ídolo no clube das Laranjeiras.

“Tinha conversado com o Fernando e ele me disse: ‘Você está um pouco mais na frente, mas se movimente pelo campo todo que é para você ganhar ritmo de jogo o mais rápido possível’. O Fernando terá as peças para orientar dentro de campo, para encaixar durante os treinos. E com a volta do Luciano vai melhorar ainda mais nossa equipe”.

“Preciso conquistar muita coisa, fazer muita coisa ainda para ser ídolo desta torcida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top