Festa no Maracanã e “talento raro”: relembre a sexta-feira de Paulo Henrique Ganso

A última sexta-feira, dia 22, marcou a primeira atuação de Paulo Henrique Ganso com a camisa do Fluminense. Ele, que não jogava desde dezembro, nem precisou marcar gols ou dar assistências para conquistar o carinho dos 21 mil tricolores presentes ao Maracanã.

A cada passe, por mais simples que fosse, a torcida vibrava, como quando seu nome fora anunciado, com entusiasmo, no telão, durante a apresentação da escalação. Fôlego a mais para o camisa 10 permanecer em campo por 90 minutos.

A recepção à equipe ganhou um colorido especial, com o pó-de-arroz nas cores verde, branco e grená. A resposta do craque veio em campo, com bons lançamentos e, principalmente no primeiro tempo, o conhecido toque diferenciado. Ou, como disse Fernando Diniz, o “talento raro” de um candidato a ídolo nas Laranjeiras.

– Ganso tem muito a evoluir, mas teve boa produção e uma boa estreia. Ele é muito diferente, um talento raro. É bom para o Fluminense e para o futebol brasileiro ver o Ganso voltar a atuar por aqui. Acredito que ele terá uma grande temporada – opinou o treinador.

O meia atraiu para si os olhares do Brasil e da família, que acompanhou sua estreia. A esposa, Giovana, levou os filhos, Henrico, de 4 anos, e Stella, de 2, para conhecer a casa do “papai” pelas próximas cinco temporadas, tempo de contrato assinado em janeiro. As crianças, aliás, posaram com a armadura do clube e entraram em campo com a estrela daquela noite.

Em vídeo publicado no canal do Fluminense no YouTube, a FluTV reuniu os principais momentos do triunfo por 2 a 0 sobre o Bangu, pela Taça Rio. Jogo no qual o protagonista, que diz precisar “conquistar muita coisa ainda para ser ídolo desta torcida”, começou a caminhada para, quem sabe, alcançar seu espaço ao lado de grandes nomes que fizeram brilhar as três cores que traduzem tradição.


Assista aos bastidores:


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta