Sem últimos reforços, Fluminense inscreve jogadores na Sula

Terça-feira, o Fluminense começa a jogar sua terceira Sul-Americana seguida, após chegar à semifinal e cair para o campeão Atlético-PR em 2018. O adversário é o Antofagasta, do Chile, no Maracanã, em jogo que não terá Paulo Henrique Ganso. Os ingressos estão à venda e variam de R$ 15 a R$ 50.

O meia assinou com o clube quando o prazo para inscrição no torneio havia se encerrado. O volante Allan e os zagueiros Nino e Léo Santos não serão relacionados para a estreia pelo mesmo problema. Pedro, lesionado, obviamente, também sobrou. Robinho usará a 9, enquanto Pablo Dyego vestirá o número 10, que pertence a Ganso.

Segundo o regulamento, são permitidas três trocas para a segunda fase. Elas devem ocorrer até 72h antes do duelo que abre a nova etapa. Neste domingo, a Conmebol divulgou a lista enviada pelo Tricolor.

 — Foto: Reprodução

 — Foto: Reprodução

 — Foto: Reprodução

Durante a última semana, a Conmebol comunicou que reconhecera irregularidades nos cadastros de 13 equipes estrangeiras e oito brasileiras, inclusive o Fluminense, na Libertadores e Sul-Americana. A entidade alega que as listas chegaram com atraso, embora os clubes afirmem que repassaram a documentação à CBF no prazo correto.

Por sua vez, em pronunciamento na quinta-feira passada, a federação brasileira se defendeu ao dizer que havia cumprido à risca o processo. Revelou, ainda, que a Conmebol está apurando um possível erro de autenticação em seu sistema em alguma das três etapas da inscrição.

Não há risco de eliminações. Porém, pode haver multas em dinheiro, como aconteceu com seis times chilenos envolvidos no erro administrativo. O Tribunal Disciplinar da Conmebol está investigando o caso.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Sobre o autor