fbpx

Fluminense enxuga folha salarial por Nenê

Em janeiro, Paulo Angioni revelou o interesse em Paulo Henrique Ganso, que rescindiu com o Sevilla, e Nenê, ambos avalizados por Fernando Diniz. O primeiro chegou, assinou por cinco anos e até estreou. Falta o meia são-paulino, que negocia com o Fluminense em moldes semelhantes ao acordo com o camisa 10.

Sem extrapolar no orçamento, a diretoria vem planejando cortes na folha salarial para encaixar o possível reforço de 37 anos. Começou com os empréstimos de Robinho ao CSA, já confirmado, e de Nathan Ribeiro ao Fortaleza, encaminhado. Treinando separado do elenco, Maranhão, que integrou a lista de dispensados ao fim de 2017, tem contrato até maio e ainda aguarda um novo destino.

O clima é de otimismo nas Laranjeiras, dada a possibilidade de rescisão de Nenê com o São Paulo. A seu favor, o Flu tem o desejo do jogador em retornar ao Rio de Janeiro, onde defendeu o Vasco, entre 2015 e 2018.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

One Reply to “Fluminense enxuga folha salarial por Nenê”

  1. Péssima contratação. Deveriam buscar gente nova. Não está jogando nada no São Paulo. Salário alto e retorno baixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top