Negociação por Everaldo é complexa, e Diniz torce por permanência: “Tem sido um dos mais regulares”

Com o Cruzeiro na cola, o Fluminense busca recursos para exercer a preferência de compra prevista em contrato de empréstimo e, junto ao Velo Clube, adquirir 50% do passe de Everaldo. A transação, que deve ocorrer até 17 de maio, exige R$ 2 milhões e uma renegociação salarial.

No acordo firmado em julho passado, não ficou combinada renovação automática a partir da aquisição. Dessa forma, a diretoria precisará discutir o tempo do novo vínculo e a remuneração.

Ao clube paulista e aos empresários do atacante, Paulo Angioni formalizou a pretensão de efetuar a compra. Tem como prioridade, porém, a regularização dos atrasados com o elenco. Interessada desde 2018, a Raposa agendou para esta segunda-feira uma reunião em Belo Horizonte com Nelsinho Baptista, um dos representantes do jogador.

Aliás, o agente, recentemente, disse que o negócio estava “bem encaminhado”. Em contrapartida, o Tricolor nega que tenha sido procurado por algum clube e, internamente, crê que o desejo do atleta terá maior peso na decisão de seu futuro. Quarta-feira, ele ouviu torcedores pedindo sua permanência e desconversou sobre a possível saída.

– Estou focado em ajudar o Fluminense. Isso fica para meus procuradores, Fluminense e Velo Clube, decidirem.  E, no fim, esperar para ver o que vai acontecer.

Suspenso neste domingo por expulsão contra o Resende, Everaldo deve voltar ao time na quinta-feira para enfrentar o Boavista. Titular com Fernando Diniz, é considerado um dos destaques neste início de temporada. Soma quatro gols e duas assistências em 12 jogos.

– Everaldo conversou comigo. Ele tem sido um dos jogadores mais regulares, não tem afetado isso negativamente. A gente espera que o Everaldo fique – disse o técnico.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *