fbpx

Após vitória sobre o Boavista, Diniz elogia atuação da equipe e prega foco nos próximos jogos

Foto: Lucas Merçon / FFC

Treinador tricolor também comentou sobre o futuro de Calazans e não descartou poupar jogadores contra o Botafogo

Nesta última quinta (14), o Fluminense venceu o Boavista por 3 a 0, chegou aos 10 pontos e se isolou mais ainda na liderança do Grupo A da Taça Rio. Após o bom resultado conquistado no Eucyr Resende de Mendonça, em Bacaxá, Fernando Diniz concedeu entrevista coletiva e elogiou o desempenho da equipe durante os 90 minutos.

O time fez uma boa partida, mas sempre tem margem para evolução. Do jeito que a gente jogou, a vitória seria provável. Fiquei contente com o desenvolvimento da equipe, que estava muito concentrada no jogo. Oferecemos poucas chances ao Boavista”. 

Perguntado sobre a substituição de Paulo Henrique Ganso, que saiu após sofrer uma pancada, o treinador minimizou o lance e garantiu que foi apenas precaução. De acordo com ele, o camisa 10 deve estar apto para jogar o clássico contra o Botafogo.

Não é problema. Vamos reavaliar amanhã e sábado. Acredito que poderemos contar com ele no domingo”.

Diniz também falou sobre o confronto do meio de semana contra o Antofagasta-CHI, pelo jogo de volta da Copa Sul-Americana. O técnico reafirmou a importância da competição e, quando questionado se pode poupar algum atleta contra o Alvinegro, preferiu não se comprometer.

É um torneio extremamente importante. É a única competição continental que a gente disputa na temporada, então vamos nos empenhar ao máximo para conseguir grande resultado no Chile”.

A gente vai resolver isso (poupar ou não) só no sábado, quando os jogadores vão chegar. Vamos ver como vamos montar a equipe para o clássico pensando também no jogo lá no Chile”.

Por fim, o comandante tricolor abordou a situação de Marcos Calazans, que estaria envolvido em um possível negócio que traria Nenê para as Laranjeiras. Ultimamente, o atacante vem sendo criticado por parte da torcida por curtir comentários de torcedores são-paulinos nas redes sociais.

Eu sei do interesse do São Paulo, conversei com ele. A minha intenção é que ele fique, mas não depende só de mim. Depende de outras coisas, de valores e da vontade do Marquinhos. Ele estava sendo importante, foi muito utilizado por mim. Estava muito no começo quando falamos, ele não falou nada. Não sei em que pé está a negociação e também não sei o que o Marquinhos pensa”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top