Elenco responde a salários atrasados com segunda greve em um mês

Em resposta aos salários atrasados, o elenco decidiu, em reunião no CT, promover mais uma greve, nesta sexta-feira. É a segunda vez que os jogadores se recusam a treinar pelas pendências da diretoria. A primeira ocorreu em 17 de fevereiro, após a perda da Taça Guanabara para o Vasco. Na ocasião, o grupo retomou os trabalhos no dia seguinte.

O treino previsto para este sábado, véspera do Clássico Vovô, está mantido. Porém, foi transferido para o turno da tarde. A equipe, que vem de goleada por 3 a 0 sobre o Boavista, é líder do grupo B da Taça Rio, com 10 pontos, e na classificação geral.

Terça-feira, o volante Airton concedeu entrevista na qual minimizou a polêmica e garantiu que confia numa solução para a questão. Na quarta, o clube pagou R$ 5,5 mil por pessoa a atletas e funcionários pelos vencimentos referentes a janeiro. A folha salarial é estimada em cerca de R$ 4 milhões. A dificuldade financeira se deve, principalmente, à falta de um patrocínio master, aos bloqueios de receitas na Justiça e aos prejuízos em jogos no Maracanã.


Dívidas com o elenco:

  • CLT: 13º e férias de 2018; janeiro e fevereiro de 2019 (excluindo janeiro dos reforços).
  • Direitos de imagem (apenas alguns jogadores recebem): novembro e dezembro de 2018; janeiro e fevereiro de 2019 (excluindo janeiro dos reforços).

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

One Reply to “Elenco responde a salários atrasados com segunda greve em um mês”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *