fbpx

Fernando Diniz revela que Léo Santos assumiu pênalti e explica lance que terminou com Ganso expulso

Aos 49′ do segundo tempo, o Fluminense deixou escapar a classificação à decisão da Taça Rio. Léo Santos derrubou Lucas Silva na área e o juiz assinalou pênalti, convertido por Éverton Ribeiro. Em seguida, o zagueiro cedeu lugar a João Pedro, que sequer conseguiu encostar na bola. Fernando Diniz disse que, em rápido contato na saída de campo, o jovem assumiu a penalidade.

– Perguntei se ele (Léo Santos) tinha feito o pênalti. Foi só isso. Ele falou que tinha errado, que tinha feito o pênalti. Está tudo certo.

O segundo gol do Flamengo deixou o clima ainda mais agitado no Maracanã. Uma discussão próxima ao banco de reservas resultou na expulsão de Paulo Henrique Ganso. Ele empurrou o quarto árbitro em confusão que Diniz considerou “desnecessária”.

– Ganso estava um pouco à frente, mas o quarto árbitro foi muito criterioso e arrumou uma confusão desnecessária. Não ia mudar nada a posição dele, estar um passo na frente do campo na saída de bola. Não sei o que aconteceu, se o Ganso falou algo. Não posso defender sem saber o que ocorreu. Achei que era um lance mais controlável, talvez tenha faltado experiência para não chamar atenção. O juiz não expulsa todo mundo que fala algo. Senão o jogo terminaria cinco contra cinco. Não estou defendendo o Ganso, mas o lance não mudaria nada na história do jogo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top