fbpx

Presidente do Conselho Deliberativo quer prazo maior para montagem de chapas e descarta urna eletrônica na eleição

Registrada a mudança de estatuto, aprovada na Assembleia Geral em janeiro, o próximo passo para renovar a presidência do Fluminense é marcar a eleição, antecipada de novembro para, provavelmente, maio. Pedro Abad deseja convocá-la para o dia 4, prazo que, na visão do presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Leite, é curto.

— Abad ainda não me procurou. Certamente vamos chegar em um consenso, ele pretende fazer uma transição republicana. Mas eu não abro mão de 45 dias para a montagem das chapas — destacou Leite.

O impasse entre os poderes do clube impede que a votação ocorra na data planejada por Abad. O pouco tempo para organização do processo de escolha do novo presidente pode impossibilitar ainda o uso da urna eletrônica.

— Nem em 30 e nem mesmo em 45 dias conseguiremos ter urnas eletrônicas. Precisaríamos avisar com um antecedência maior ao Tribunal Regional Eleitoral. Terá que ser com cédulas de papel —  disse Fernando Leite.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Extra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top