Em jogo sonolento, Fluminense empata com Luverdense e deixa para resolver vaga no Maracanã

Luverdense e Fluminense protagonizaram um jogo pouco interessante nessa quarta-feira, em Mato Grosso. Ainda que sem a mesma intensidade que geralmente apresenta em campo, os tricolores dominaram a posse de bola, mas sofreram com o bloqueio defensivo do adversário, que assumiu a postura de apostar nos contra-ataques. Foram apenas três chutes a gol.

– É uma equipe bem montada defensivamente. Jogadores fecharam os lados, quase não atacaram, tentaram jogar no contra-ataque. Foi um jogo difícil hoje, campo pesado – explicou Gilberto, na saída do gramado.

Desde o início do duelo, no estádio Passo das Emas, Fernando Diniz cobrava maior movimentação e mais rapidez na troca de passes. A primeira chegada, porém, só aconteceu aos 20′ do primeiro tempo, em cabeceada de Matheus Ferraz após cruzamento de Ezequiel.

Em seguida, Paulo Henrique Ganso percebeu a ultrapassagem de Luciano, que finalizou mal. Até que o Luverdense encaixou uma boa jogada que deixou o centroavante Wilson Júnior cara a cara com Rodolfo, que defendeu o chute em dois tempos.

Mais uma vez apagado, Ganso deixou o jogo – para entrada de Daniel – com apenas mais dois chapéus para o currículo. Ficou devendo à torcida, que não o vê bem nas partidas desde o clássico com o Botafogo, em meados de março, quando marcou seu primeiro gol pelo clube.

Foi no segundo tempo que surgiu a primeira – e única – chance de perigo do Fluminense. Caio Henrique recebeu livre na esquerda e encheu o pé na direção do goleiro, que espalmou.

Não demorou para o Luverdense dar sua resposta. A zaga tricolor cochilou e permitiu que o zagueiro Lucão, na área, dominasse e finalizasse. O jovem João Pedro se jogou na frente da bola e impediu o gol.

Sem mais emoções, o juiz encerrou o confronto, determinando o empate sem gols. A vaga na próxima fase da Copa do Brasil será decidida no dia 9 de abril, terça-feira, às 19h15, no Maracanã.

– Criamos boas oportunidades, podíamos ter vencido o jogo. Mas o importante é ir vivo para lá. Estamos muito vivos. Vamos brigar pela classificação – garantiu Júnior Lemos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *