fbpx

Rodolfo falha, Fluminense empata com o Flamengo e dá adeus ao Carioca 2019

Num jogo com VAR acionado duas vezes e enorme pressão adversária, o Fluminense empatou com o Flamengo em 1 a 1 e deu adeus ao Campeonato Carioca. Foi o quarto encontro entre os rivais no ano e a segunda eliminação para o Rubro-Negro, que espera o vencedor de Vasco x Bangu, amanhã, na final dos dias 14 e 21 de abril.

A superioridade rubro-negra apareceu nos 20 minutos iniciais e tirou o sossego da zaga. Como consequência, o gol marcado por Willian Arão, aos 8′. Porém, após reclamações dos tricolores, o juiz Bruno Arleu de Araujo revisou e, em razão da falta de Léo Duarte em Rodolfo, invalidou o lance. Na jogada seguinte, Gilberto atingiu o rosto de Renê, que pediu VAR acusando cotovelada. Foi aplicado apenas o cartão amarelo.

Àquela altura, o Flu permanecia sofrendo com os espaços fechados, enquanto o Fla avançava com facilidade. A ponto, inclusive, de trocar passes na área sem ser incomodado.

Cumprindo o “estilo Diniz”, o time procurava sair com a bola no pé, mas era quase sempre impedido dada a marcação alta do Flamengo, ficando preso no campo defensivo.

Não é fácil segurar a mesma intensidade por um longo tempo, e o Rubro-Negro cedeu. Nesse momento, o Tricolor encontrou um gol, com Gilberto, após o mesmo evitar que o rival abrisse o placar. Bruno Henrique chamou Caio Henrique para dançar e finalizou. A redondinha sobraria para Uribe se o colombiano não fosse travado. Na sequência, Caio cruzou para Gilberto, sozinho, cabecear à la um centroavante.

“Não desisti da torcida. Fiz o gol, pensei em não comemorar. Mas fui lá, comemorei com eles. Só peço que não desistam da gente. Não só de mim, mas do time. Passamos por momentos difíceis, mas estamos batalhando e jogando com raça”, desabafou o camisa 2, na saída para o intervalo.

O segundo tempo começou com o Fla afiado. Bruno Henrique saiu cara a cara com Rodolfo, que defendeu, em dois tempos, chute fraco do adversário. Mas o Flu respondeu, com Luciano pegando de primeira, cruzado, para grande intervenção de Diego Alves.

Allan, que entrou no lugar de Daniel, também levou perigo à meta rubro-negra. Ele viu uma brecha e, de longe, mandou um foguete que passou sobre o gol.

Retomando o domínio do clássico com o recuo do Fluminense, o Flamengo esbarrou duas vezes no zagueiro Nino, nas finalizações de Renê e Arrascaeta. Porém, a equipe não resistiu à pressão. Gabriel chutou em cima de Rodolfo e a bola passou entre o arqueiro e a trave, morrendo no fundo da rede.

Pareceu que, após o empate, o Tricolor se perdeu em campo. Erros em jogadas simples foram cada vez mais comuns, inclusive com um quase gol contra de Caio Henrique em passe para Rodolfo. Precisando vencer, o Flu não conseguia chegar ao ataque, mesmo com as entradas de Calazans (Dodi) e João Pedro (Nino). Ambos, aliás, mal apareceram no jogo.

O descontrole desviou para o lado emocional e causou discussão com dedo na cara e palavrões entre Fernando Diniz e Gilberto, depois do técnico chamar a atenção do jogador. O juiz encerrou o duelo aos 49.

“Jogo para esquecer. Estamos frustrados com a eliminação. Queríamos ser campeões carioca, começar o ano com o pé direito. A equipe se entregou, fez o que podia. Infelizmente, não foi possível”, disse Everaldo, ao deixar o campo.

A missão agora é pela Copa do Brasil. Na terça-feira, às 19h15, o Time de Guerreiros enfrenta o Luverdense, com quem empatou em 0 a 0 no meio de semana, em busca de vaga na quarta fase.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

One Reply to “Rodolfo falha, Fluminense empata com o Flamengo e dá adeus ao Carioca 2019”

  1. Ou o time se entrega em campo ou entrega em campo. Tá virando rotina.
    Luciano e Everaldo secando o Yony,mv aí complica mais ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top