Fluminense busca CNDs para ser permissionário com o Fla na gestão do Maracanã

Com o aviso do Governo ao Flamengo sobre a impossibilidade de assinar contrato com o Fluminense pelo repasse do Maracanã em razão da falta de CNDs (certidões negativas de crédito), o clube divulgou comunicado no qual explica que busca cumprir a burocracia necessária para ser permissionário ao lado do rival.

O Fluminense Football Club esclarece que será permissionário, junto ao Clube de Regatas do Flamengo, na gestão do Complexo Maracanã. O compartilhamento da administração terá igualdade de condições e será garantido em contrato. O FFC destaca que está em processo de obtenção da CND (Certidão Negativa de Débito)“.

Segundo o Globoesporte.com, apenas o Fla, hoje, está apto a firmar o acordo formalmente, com o Tricolor assumindo condição de interveniente. A parceria entre os clubes deve ser colocada em um contrato à parte, ainda em elaboração.

Nessa quarta-feira, o Conselho Deliberativo do Rubro-Negro vota, em caráter de urgência, o contrato pela concessão do estádio. Se aprovado, será oficializado em solenidade na sexta, no Salão Nobre do Palácio da Guanabara.


  • Custos fixos: R$ 2 milhões
  • Mensalidade ao Governo, destinada aos complexos Célio de Barros e Júlio Delamare: R$ 166.666,67
  • Repasse do Tour Maracanã ao Governo: 10% do lucro mensal ou um mínimo de R$ 64 mil
  • Aluguel por jogo: R$ 90 mil

Foi no fim da última semana que o governador Wilson Witzel anunciou, em vídeo, que Fluminense e Flamengo, que apresentaram proposta conjunta, seriam os administradores do local pelos próximos seis meses, prorrogáveis pelo mesmo período, completando um ano. A “nova era” começa dia 19.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

67 Replies to “Fluminense busca CNDs para ser permissionário com o Fla na gestão do Maracanã”

Deixe uma resposta