fbpx

Por maior tempo para campanha, eleição deve ser marcada para o fim de maio

Originalmente marcada para novembro, a eleição no Fluminense, antecipada por decisão de sócios em Assembleia Geral em janeiro, deve ocorrer no fim de maio. A princípio, a ideia de Pedro Abad era marcá-la para o dia 4. Todavia, ficou combinado, em reunião com o presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Leite, que as datas mais apropriadas para a votação são os dias 18 ou 25 do referido mês.

Fernando Leite quer assegurar aos futuros concorrentes um prazo de 45 dias para execução de campanha. Além disso, a secretaria do clube precisa de, ao menos, três dias para conferir a listagem de 200 candidatos a conselheiros, a ser elaborada pelo cabeça de chapa.

Embora nenhuma candidatura tenha sido registrada, Mário Bittencourt e Celso Barros, aliança que sofreu a saída de Ricardo Tenório, e o ex-deputado Ayrton Xerez despontam como possíveis postulantes à presidência.

– Não existe nenhum atraso para a marcação da eleição. Ela será antecipada, algo já falado pelo presidente e decidido pelo associado. O que ocorre é que estou, em conjunto com o presidente, vendo a melhor data. Para poder usar a urna eletrônica, como feito em 2016, o TRE pede antecedência de 60 dias. Caso não possível, teremos de fazer em cédula de papel. Os 45 dias são o prazo para registro e conferência de chapas, sorteio da ordem na cédula e impressão desse material – disse Leite.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top