fbpx

Fernando Diniz elogia time com três volantes e sai em defesa de Luciano: “Faz uma temporada brilhante”

Em estreia no Brasileirão marcada por chuva e erros do juiz mesmo com auxílio do VAR, o Fluminense acabou perdendo para o Goiás, no Maracanã, por 1 a 0. Fernando Diniz usou a mesma escalação derrotada pelo Santa Cruz no tempo normal, quarta-feira, com três volantes (Airton, Bruno Silva e Allan), dada a ausência do lesionado Ganso.

– Eu achei que funcionou bem. Jogando com um time bem estruturado, marcação de linha baixa. As chances do Goiás foram oriundas de erros infantis. Teve o pênalti, o gol mal anulado. Os três fizeram boa partida. Não foi falta de ligação. Não houve. Houve erros, mas os três cumpriram suas funções. No geral, uma partida equilibrada – analisou.

Apesar da má exibição do Tricolor, a arbitragem ganhou maior destaque, principalmente na imprensa e na web, pelas falhas em lances decisivos. Primeiro, ao anular gol legítimo marcado por Everaldo. Ao fim do jogo, pela falta inexistente que abriu o placar para o Esmeraldino.

– Atrapalhou, de fato. No gol do Everaldo, não tem cabimento. Sou a favor para corrigir injustiças. Usar o que demora para cometer um erro tão grande… É uma máquina grande o futebol. Esse erro não pode acontecer. Tem que expor o time, e os erros vão acontecer – disse o técnico.

Na primeira etapa, o clube das Laranjeiras conseguiu a chance de sair em vantagem. Nos acréscimos, após 20 minutos de paralisação por queda de energia provocada pela chuva, Luciano perdeu o seu terceiro pênalti em tempo regulamentar em 2019. Diniz, porém, defendeu o artilheiro do time no ano.

– Tem outros que treinam, ele é um dos batedores. Hoje teve a infelicidade de errar. A gente não controla o torcedor. Já aplaudiu e hoje vaiou. Ele perdeu o pênalti. Teve coragem para bater e perdeu. Está fazendo uma temporada brilhante. Vai voltar a jogar bem e ser aplaudido.

A reapresentação acontece na manhã desta segunda-feira, no Centro de Treinamento. O elenco treina durante o início da semana em preparação para a sequência de compromissos longe de casa, contra Santos, quinta, e Grêmio, domingo.

– A primeira coisa é ter clareza nas análises e corrigir. Não tem vara mágica. As coisas não estão todas erradas quando perde nem todas certas quando ganha. É montar o melhor time possível para enfrentar Santos e Grêmio – ponderou Fernando Diniz.

VEJA MAIS TRECHOS DA COLETIVA DO TREINADOR:

PEDRO: “Indo com cautela. Acelerou um pouco a bola dele. Conseguiu participar dos jogos contra o Santa Cruz, mas a previsão inicial era de que jogasse somente hoje. Cuidado para oferecer as condições necessárias pra quando puder jogar os 90 minutos. Talento raro, convocado para a Seleção. Todo mundo quer o Pedro desde o início, mas com cuidado”.

ALLAN: “Foi bem contra o Santa Cruz. Fez partida boa lá, hoje não foi brilhante, mas fez boa partida”.

AIRTON E BRUNO SILVA: “Airton não é só de marcação. Passe para iniciar a jogada. Ele e Bruno fizeram bom jogo. Não saíram porque estavam mal. Queria ganhar o jogo e coloquei o Léo (Artur), fresco, para tentar vencer”.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top