fbpx

Diniz gosta de produção do time e defende Luciano

Foto: Paulo Sérgio /AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

Em entrevista coletiva após a derrota para o Botafogo por 1×0, Fernando Diniz defendeu a escalação utilizada na partida. O treinador optou por um meio com dois armadores e apenas Allan como volante. Daniel e Ganso foram os escolhidos. A produção do time, de fato, aumentou consideravelmente. A finalização segue sendo o ponto fraco do Fluminense. Foram 23 chutes no clássico e nenhum gol. A tendência é que a formação seja mantida para o duelo da Copa do Brasil.

“Acho que acertamos. Produzimos muito. Não tivemos muito problemas defensivos. Só ver a quantidade de chances que o Botafogo teve. O que faltou foi matarmos o jogo”.

O técnico isentou Luciano pelas chances perdidas. O atacante foi fominha no primeiro tempo e optou por chutar ao invés de tocar para Pedro marcar diante do gol vazio.

“Jogadores são soberanos nas tomadas de decisões no campo. Não adianta elegermos um culpado. Se não passou é porque não viu ou achou que não era a melhor jogada. Os jogadores são solidários uns com os outros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top