fbpx

Pontaria é ponto crítico neste início de Brasileirão

Crédito: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense não tem conseguido furar as defesas adversárias. A prova disso são as três derrotas em quatro partidas neste início de Campeonato Brasileiro. O Tricolor marcou seis gols, sendo cinco somente no jogo épico contra o Grêmio e mais um contra o Santos. Nas partidas contra o Goiás e Botafogo, o Fluminense saiu com o placar em branco.

O problema está na pontaria. Até agora o Flu já chutou 65 vezes, porém, somente 25 foram no gol (representando 39%) no Brasileirão. Ou seja, dos chutes certeiros, apenas 24% tiveram o grito da torcida. O aproveitamento cai ainda mais quando é feita a relação direta entre chutes (65) e gols (6), somente 9,5% dos tentos terminaram no fundo da rede.

Após a partida contra o Botafogo, Luciano foi um dos alvos da torcida pela falta de gols. Ao menos uma chance clara, o jogador teve para abrir o placar. Porém, o chute terminou com a defesa do goleiro Botafoguense. Diniz comentou sobre o lance.

“Jogadores são soberanos nas tomadas de decisões no campo. Não adianta elegermos um culpado. Se não passou é porque não viu ou achou que não era a melhor jogada. Os jogadores são solidários uns com os outros”, afirmou o treinador.

O próximo compromisso do Fluminense é contra o Cruzeiro no Maracanã na próxima quarta-feira (15) às 21h30.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top