fbpx

Candidato à presidência, Marcelo Souto responde sobre possível junção de chapas

Foto: Arquivo Pessoal

Motivado sobre uma entrevista em que o ex aliado de Celso Barros, Ademar Arrais, concedeu ao Canal Flunews, onde cobrava uma junção dos grupos políticos de dentro do clube, um dos candidatos à presidência do Fluminense, Marcelo Souto, enviou uma resposta ao Canal explicando o motivo da manutenção de sua candidatura.

Na resposta, Marcelo, fala de “não repetir os erros do passado” para justificar a sua ideia de não unir forças.

Acompanhe o comunicado na íntegra:

Caro Ademar,
na última quinta-feira fui surpreendido com um citação a uma possível conversa e abertura para uma coligação a chapa do pré-candidato Tenório, através de entrevista ao
Canal Flunews.

Gostaria de dizer a você, a quem considero e tenho muito apreço nessa caminhada pela luta a reerguer o verdadeiro Fluminense, o qual todo torcedor do Fluminense almeja, não cometa os mesmos erros que meu grupo cometeu. Sobre o pretexto de evitar que determinadas pessoas chegassem ao poder para uso e benefício próprio, e acreditando numa união com gestão compartilhada nos unimos com o que há de pior dentro do clube. Grupos que querem a perpetuação desse modelo falido, feudos que querem manter seu prestígio e suas benécias.

No último sábado vi pessoas boas tentando me convencer a voltar a cometer o mesmo erro.
Aprendi com os erros, e divido aqui com você. Amigo, errei como líder do meu grupo, acreditei no que você está acreditando nesse momento. Para isso existem os amigos, alerto a você e a todos os outros.

Agradeço o convite a uma possível conversa para coligação da chapa do Tenório composta com que o há de pior dentro do clube, e retribuo o convite a você e todos aqueles que conversaram comigo nas Laranjeiras no último sábado: venham fazer história do nosso lado, venham resgatar o verdadeiro Fluminense, venham livrar o clube dessas malditas amarras, venham combater o bom combate. Se por acaso Deus nos reservar a derrota, nos dará o fardo glorioso de cair em pé, com a cabeça erguida.

Cada dia que passa a torcida tricolor entende quem faz mal ao clube, há poucos dias atrás o “Pequeno Príncipe” fez gesto para um desses grupos, e a repercussão foi horrível. Desconsertado teve que criar um novo post para apagar o incêndio criado, nesse novo post diz que os esportes olímpicos serão autossustentáveis com uso de recursos de leis de incentivo. Será que o pré-candidato não sabe para ter direito a isso, o clube precisa ter as CNDs que não as detém e tão pouco as conseguirá em médio prazo de tempo? Será que desconhece que houve mudança na estrutura do ministério dos esportes, e que na prática estão aprovando menos projetos e com isso, usando menos dinheiro público? Ou será que vale a pena propagar a desinformação e o estelionato eleitoral?

Enquanto nós torcedores somos enganados com essa baboseira eleitoral o clube sangra, mais de 10 M negativos ano de quem arrecada 20 M, até quando aguentaremos isso? Até quando sairá dinheiro do Futebol para cobrir esses passivos?

Encerro esta minha carta a vocês torcedores e sócios do clube, o Fluminense não suporta mais esse modelo. Precisamos olhar para a frente, e focar na nossa razão de existir desde o tempo da nossa fundação, com o jovem Oscar Cox, o Fluminense Football Club. Esse é o verdadeiro Fluminense. Lutaremos até o fim.
Saudações Tricolores.
Pré-candidato Marcelo Souto.
Presidente do Esperança Tricolor
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top