fbpx

Participativo na marcação, Ganso comenta função dentro da equipe

Meia destacou que a recomposição sem a bola é o principal trunfo do Fluminense para recuperar a posse

Foto: Lucas Merçon / FFC

Depois de um começo complicado, onde ainda buscava adquirir ritmo de jogo, Paulo Henrique Ganso aos poucos vai se encontrando com a camisa do Fluminense. Mais participativo na criação das jogadas e na valorização da posse de bola, o meia também vem se destacando na marcação. Nos últimos jogos, o camisa 10 tricolor foi visto pressionando a saída de bola adversária e roubando bolas importantes.

Perguntado sobre seu posicionamento dentro da equipe de Fernando Diniz, Ganso destacou que segue fazendo sua função de meia, mas que ajuda na recomposição quando o time perde a bola. De acordo com ele, chegar no ataque pressionando com um bom número de jogadores é o caminho.

“Não é nova função. É função de meia. Quando tiver sem a bola, tem que recompor na marcação e, se possível, chegar no ataque. Sempre chegamos com bastante gente e é isso que tem de seguir fazendo”, disse.

Ganso e Fluminense voltam à campo neste domingo (26), contra o Bahia, às 19h (de Brasília), na Fonte Nova. O duelo é válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O “Time de Guerreiros” ocupa a 13ª posição com seis pontos conquistados até aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top