Fluminense repudia expulsão de Diniz contra o Bahia através de nota oficial

Treinador tricolor recebeu o cartão vermelho após o término da partida por ter reclamado do árbitro

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta segunda-feira (27), o Fluminense divulgou uma nota oficial repudiando a expulsão de Fernando Diniz na derrota por 3 a 2 para o Bahia, na Fonte Nova. O treinador, que já havia recebido cartão amarelo durante a partida, entrou no gramado após o apito final para reclamar com o árbitro Igor Junio Benevenuto e e acabou recebendo o vermelho.

Conforme consta na súmula, o técnico tricolor não proferiu nenhum palavrão ao juiz, e apenas questionou uma não marcação de falta em Pedro no lance que originou o pênalti para o time de casa. Expulso, Diniz não poderá comandar a equipe no duelo do próximo final de semana contra o Athletico-PR, no Paraná.

Trecho da súmula que relata a expulsão de Fernando Diniz (Foto: Reprodução)

Veja a nota oficial do Fluminense abaixo:

O Fluminense Football Club repudia a injusta expulsão imposta ao técnico Fernando Diniz na partida do último domingo, contra o Bahia, na Arena Fonte Nova. Como é possível verificar na súmula da partida, o treinador não proferiu palavrões e, tampouco, faltou com educação ao árbitro Igor Benevenuto.

É de se ressaltar que ao se dirigir ao centro de campo para cumprimentar a arbitragem, os técnicos não recebem punição. Ao buscar um esclarecimento, de forma natural e educada sobre qualquer marcação, o treinador é punido de forma intransigente. Em momento algum, vale frisar, Fernando Diniz questionou a marcação do VAR no lance do pênalti que originou o terceiro gol do Bahia.

A reclamação se deu por uma falta clara sofrida pelo centroavante Pedro, ainda no meio de campo, antes da jogada que originou a penalidade contra o Fluminense. Ao ignorar essa ocorrência, a arbitragem puniu duplamente, em um único lance, o Tricolor. Primeiro com um pênalti marcado e a seguir com a expulsão do goleiro Agenor. Ainda, ao fim do jogo, o árbitro aplicou o cartão vermelho de forma direta ao técnico do clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *