fbpx

Gilberto analisa duelo decisivo com o Cruzeiro e lamenta desfalques importantes

De volta após ser poupado no Brasileirão, lateral-direito também comentou sobre a situação política do clube, que passará por eleições no dia 8

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta terça-feira (4), o Fluminense realizou os últimos trabalhos no Rio de Janeiro visando o duelo decisivo com o Cruzeiro, no Mineirão, pelas oitavas da Copa do Brasil. Após o treinamento, Gilberto concedeu entrevista coletiva no CTPA e projetou a partida importantíssima contra os mineiros. De acordo com o lateral-direito tricolor, a equipe deve manter a mesma postura que teve nos dois jogos no Maracanã, fazendo valer a principal característica do time: o toque de bola.

“A postura tem de ser a mesma dos dois jogos contra o Cruzeiro. Sempre procuramos jogar com a bola, que é nossa maior característica. Acho que no primeiro fomos melhores, mesmo fazendo os gols no segundo. O Cruzeiro vai ter o apoio da torcida, mas temos de manter nosso estilo de jogo para conquistar a vitória”.

De volta após ter sido poupado na derrota por 3 a 0 para o Athletico-PR, pelo Brasileirão, Gilberto afirmou que foi importante esse descanso, principalmente devido ao desgaste acumulado pela sequência de jogos que o Fluminense vem enfrentando.

“Foi importante. A gente vem jogando bastantes jogos seguidos, pouco tempo para descansar. Ainda mais no campo do Athletico que é diferente, difícil de se jogar, mais pesado, a viagem foi longa. Seria um desgaste a mais para jogar amanhã. Para mim foi importante, porque fiquei um tempo afastado e voltei agora”.

O camisa 2 tricolor também lamentou a ausência de Matheus Ferraz e Yony González para a partida contra o Cruzeiro. Para ele, a maior dificuldade de quem for substituir os dois, que são titulares absolutos, é manter o entrosamento que a equipe adquiriu ao longo do ano.

“São ausências importantes, jogadores que vem jogando desde o início do ano, estão entrosados com a equipe, essa é a maior dificuldade de quem entrar agora. A gente sente um pouco, mas sabe que futebol é assim, quem está de fora tem que estar preparado para entrar e vai ter a oportunidade”.

Por fim, Gilberto falou sobre a situação política do Fluminense, que passará por eleições presidenciais no próximo final de semana. O lateral afirmou que espera que com a mudança no cargo, o momento financeiro que o clube vem passando apresente alguma melhora.

“Com certeza chega (o clima eleitoral chega ao grupo). Sabemos que o momento que o Fluminense vem passando, principalmente financeiramente, é muito ruim. E esperamos que pelo menos com essa mudança aconteça coisas boas, principalmente nesse lado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top