fbpx

Após estrear no time profissional, Miguel assina primeiro contrato com o Fluminense

Aos 16 anos de idade, promessa tricolor acertou vínculo de três anos com o clube; multa deve passar dos R$ 100 milhões para o futebol estrangeiro

Foto: Mailson Santana / FFC

Poucos dias depois de fazer seu primeiro jogo com a camisa do Fluminense, o garoto Miguel, de apenas 16 anos, realizou um sonho compartilhado por muitos meninos da sua idade: assinar seu primeiro contrato profissional com o clube. O vínculo acertado entre o meia e o Tricolor é de três anos, com multa que beira mais de R$ 100 milhões para clubes do futebol europeu. Esse foi um dos últimos, se não o último, da gestão do mandatário Pedro Abad, que deixará a presidência do Flu no próximo domingo. Vale lembrar que neste sábado, nas Laranjeiras, acontecerão as eleições para presidente, que colocam na disputa os candidatos Mário Bittencourt e Ricardo Tenório.

Conforme informado pelo Globoesporte.com, a negociação entre o jogador, seus representantes e Pedro Abad se desenrolaram por um bom tempo. Isso porque Marcelo Teixeira, antigo responsável por Xerém, deixou o clube e fez com que a conversa tivesse de ser direta entre empresários e o presidente. Com um grande potencial, o meia despertou interesse de times estrangeiros.

Na última quarta, na eliminação para o Cruzeiro pela Copa do Brasil, Miguel entrou em campo no segundo tempo e se tornou o jogador mais jovem a atuar com a camisa do Fluminense. O recorde pertencia ao atacante Walmir e durava desde 1965. Escolhido por Diniz aos 44 da etapa final quando a equipe perdia por 2 a 1, o atleta de 16 anos iniciou a jogada que culminou no gol de bicicleta de João Pedro e levou a decisão para os pênaltis.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Desde que foi integrado ao elenco profissional, em abril, o meia vem treinando e sendo relacionado pelo treinador tricolor, sem sequer ter passado pelo sub-20. Em entrevista ao site oficial do clube das Laranjeiras, Miguel comemorou o contrato assinado e fez diversos elogios e juras de amor ao Fluminense.

“Estou muito feliz, muito motivado. É o primeiro grande desafio da minha carreira. Espero que seja um sucesso, como sempre foi. O Fluminense é o clube que me abriu as portas, que acreditou no meu futebol. Eu sempre darei a vida por esse clube”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top