Fluminense paga aos jogadores um mês atrasado da CLT

Às vésperas do clássico com o Flamengo, pela 8ª rodada do Brasileirão, a diretoria do Fluminense, em seus últimos dias nas Laranjeiras, pagou aos jogadores, nesta sexta-feira, o mês de março. Também hoje venceu a folha de maio, ainda pendente.

As dívidas com o elenco são de dois meses na CLT (abril e maio), 13º e férias de 2018, além de quatro meses de imagem (de janeiro a abril), que é recebido por menos de dez atletas. A ideia era regularizar o débito até a última quarta-feira, quando a equipe enfrentou o Cruzeiro e acabou eliminada da Copa do Brasil.

A crise financeira no clube, inclusive, virou tema em entrevistas de alguns integrantes do grupo de Fernando Diniz, como Gilberto, Agenor e, mais recentemente, Allan. Todos, porém, destacaram o profissionalismo dos companheiros.

– Insatisfação todo mundo tem. Temos conta a pagar e família. Mais de três meses de salários atrasados. Mas isso não é motivo para desculpas nas derrotas ou algo assim. A gente sabe que não tem como sair desse momento pensado nesse problema. A gente tem que trabalhar para passar por isso e, dessa maneira, melhorar a situação. Não existe corpo mole ou problemas no grupo, de jeito nenhum. Isso atrapalha o ambiente e o clube. Não vi ninguém de fofoquinha. Aqui não tem isso – disse o volante na reapresentação visando ao duelo com o rival da Gávea.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *