fbpx

“Tantas Vezes Campeão”: Mário Bittencourt vence eleição e comanda o Fluminense até o fim de 2022

Fim da era Abad, início da era “Tantas Vezes Campeão”. Nesse sábado, os sócios elegeram Mário Bittencourt a presidente do Fluminense, com Celso Barros como vice. Apoiado por diversos ex-jogadores, como Aílton, Duílio, Marcão e Ronald, ele conseguiu 2.225 votos e desbancou Ricardo Tenório, que ficou com 1.032 votos. Nas 14 urnas eletrônicas, cedidas pelo TRE-RJ, e em cédulas de papel, destinadas àqueles que regularizaram sua inadimplência durante o dia, foram contabilizados 3286 votantes (5 brancos e 24 nulos).

Iniciada às 9h, com os concorrentes lado a lado recebendo os sócios na entrada na sede, a votação terminou às 18h. Simultaneamente, na Rua Álvaro Chaves, partidários de ambos os candidatos davam continuidade à campanha, com panfletagem, entrega de adesivos e exibição de faixas. A apuração levou mais de 1 hora até ser finalizada e foi acompanhada por centenas de torcedores com festa, às 19h20. O anúncio do resultado, feito pelo presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Leite, aconteceu da janela do Bar dos Guerreiros.

A nova gestão, que segue até o fim de 2022, será empossada na segunda-feira, dia 10, e assume o comando no dia seguinte. Porém, a ideia é promover um primeiro encontro com os jogadores amanhã, no hotel onde estão concentrados para o clássico com o Flamengo, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Originalmente previsto para novembro, o pleito ocorreu em junho devido à aprovação dos sócios à proposta de Pedro Abad para alterar o estatuto e adiantar a data. O agora ex-mandatário o fez em razão do desgaste político sofrido em três anos e meio de mandato.


PRIMEIRO A VOTAR

Paulo Sérgio Alonso abriu a eleição de 2019. Com o casamento da afilhada marcado para hoje à tarde, em Guaratinguetá, o sócio de 66 anos deixou a família em São Paulo na sexta-feira e voltou ao Rio para votar em Ricardo Tenório.

PRESENÇA ILUSTRE

Pedro Scudieri, torcedor covardemente agredido por vascaínos no início de 2017, foi votar. Ele cumprimentou ambos os candidatos ao chegar e foi festejado por amigos da organizada Bravo 52.

DISCRIÇÃO DE PEDRO ABAD

Foi em silêncio perante a imprensa que Pedro Abad se despediu do Fluminense. Votou, mas sem revelar sua preferência, e deixou o clube com a apuração ainda em andamento.

MÁRIO E CELSO NO MEIO DA GALERA

Enquanto seguravam a ansiedade no aguardo da oficialização do vencedor, Mário Bittencourt e Celso Barros se juntaram aos correligionários para celebrar a iminente vitória. Consagrados campeões, subiram ao Bar dos Guerreiros para falar pela primeira vez como novos presidente e vice-presidente do Tricolor.

TENÓRIO SAI ANTES

Após o fim da votação, Ricardo Tenório se pronunciou ao lado de seu vice, Wagner Victer: “Sempre estive e continuarei à disposição do Fluminense. Preguei, na campanha, a união. Independente do resultado, é importante ficarmos unidos e lutando pelo Fluminense”. Deixou o local em seguida, sem nem sequer ouvir o anúncio do resultado.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top